nsc
    dc

    Pandemia

    Nível de risco para coronavírus sobe de alto para grave em 4 regiões de SC

    Novo mapa de risco aponta 8 regiões em situação grave e 8 com risco alto

    28/10/2020 - 07h52 - Atualizada em: 28/10/2020 - 12h52

    Compartilhe

    Clarissa
    Por Clarissa Battistella
    Por Guilherme Simon
    Metade de SC está em nível alto e a outra metade em risco grave para coronavírus
    Metade de SC está em nível alto e a outra metade em risco grave para coronavírus
    (Foto: )

    Quatro regiões de Santa Catarina apresentaram piora na classificação de risco para coronavírus e passaram do nível alto (em amarelo no mapa) para o grave (em laranja), conforme atualização da matriz de risco do governo do Estado. 

    > SC tem 18 novas mortes e mais 2,4 mil casos de coronavírus notificados nas últimas 24h

    > Cidades da Grande Florianópolis reforçam fiscalização para impedir aglomerações no feriado de Finados

    Os dados estão em informativo emitido na segunda-feira (26) pela Central de Operações de Emergência em Saúde (Coes). O órgão faz parte da Secretaria de Estado da Saúde (SES), que confirmou as informações na manhã desta quarta (28).

    Com a nova atualização, são oito regiões classificadas em risco grave e oito em risco alto. Na semana passada, eram seis regiões com risco grave e 10 com risco alto. Assim como ocorre desde 24 de setembro, nenhuma região apareceu com risco gravíssimo para a doença. 

    Passaram do nível alto para grave as regiões do Alto Vale do Itajaí, Foz do Rio Itajaí, Oeste e Serra Catarinense. Por outro lado, duas regiões diminuíram o nível de risco, passando do grave para o alto, Planalto Norte e Alto Uruguai.

    > Painel do Coronavírus: veja o avanço da pandemia em SC

    > Governo Bolsonaro libera estudo sobre privatização de unidades básicas do SUS

    Com as mudanças, estão em risco grave (laranja) Extremo Oeste, Oeste, Serra Catarinense, Alto Vale do Itajaí, Grande Florianópolis, Foz do Rio Itajaí, Laguna e Extremo Sul Catarinense. 

    Já em risco alto (amarelo), aparecem Xanxerê, Alto Uruguai Catarinense, Meio Oeste, Alto Vale do Rio do Peixe, Planalto Norte, Nordeste, Médio Vale do Itajaí e Carbonífera.

    A nova atualização da matriz também aponta que quatro regiões estão em nível de alerta no quesito "transmisibilidade", por conta da alta de casos da doença. São elas o Extremo Sul, Serra Catarinense, Médio Vale do Itajaí e Alto Vale do Itajaí.

    > Uma em cada cinco pessoas hospitalizadas com coronavírus está na Grande Florianópolis

    > SC impõe regras para campanha eleitoral com coronavírus

    O mapa de risco classifica as regiões em nível gravíssimo (vermelho), grave (laranja), alto (amarelo) e moderado (azul). Ele leva em conta dados de transmissibilidade do vírus, leitos vagos e aumento de casos ativos de coronavírus em cada região. 

    De acordo com a atualização da SES desta terça, chegou a 3.059 o total de pessoas que perderam a vida por complicações da Covid-19 em Santa Catarina. São quase 250 mil casos confirmados. O número de pacientes ativos - contaminados e ainda capazes de transmitir o vírus - passa de 11 mil. Esse número chegou a cair para pouco mais de 6 mil no início de outubro, mas teve acréscimo de 36% nos últimos 10 dias.

    Leia mais

    Policial de Blumenau expõe dados e ameaça jovem que fez acusação sem provas nas redes sociais

    Painel do Coronavírus: veja em mapas e gráficos a evolução dos casos em SC

    Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas