nsc
nsc

Turismo

Novidade na Ilha: Complexo multiuso no centro de Florianópolis reúne história, gastronomia e lazer

O Armazém Rita Maria, composto por seis galpões centenários da família Hoepcke, abrigarão áreas de convívio, galeria de arte e mais de 20 operações

21/01/2022 - 10h41

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Armazém Rita Maria
O complexo multiuso conta com 2 mil metros quadrados de área restaurada e está localizado próximo à Ponte Hercílio Luz e à Avenida Beira-Mar
(Foto: )

Florianópolis é uma das cidades mais antigas do Estado, trazendo marcas da sua construção e uma bagagem repleta de história. História essa que é preservada, mas que também se renova e avança em ritmo acelerado, tornando a capital catarinense referência no país em diversos setores, principalmente o de turismo. Aquecendo ainda mais esse segmento, em janeiro a cidade recebe um novo atrativo no centro da ilha: o Armazém Rita Maria.

Nascido do sonho da família Hoepcke, o complexo multiuso com 2 mil metros quadrados de área restaurada está localizado próximo à Ponte Hercílio Luz e à Avenida Beira-Mar, endereço emblemático do centro de Florianópolis. Aliás, a localização é estratégica desde a criação dos galpões, há 125 anos. 

— Estes galpões, construídos no final do século 19, serviam à Empresa Nacional de Navegação Hoepcke. Os navios aportavam aqui na frente, no trapiche, e os galpões funcionavam como armazéns de carga — relembra Patrícia Grillo, sócia proprietária da Hoepcke Imóveis.

O complexo contou com um minucioso processo de restauração e neste mês inaugura com 20 operações das mais variadas áreas e atuações, além de galeria de arte, biergarten e praça com espaço para crianças e pets. A Alameda Annita Hoepcke da Silva, antiga Henrique Valgas, em frente aos galpões, recebeu ainda uma obra de revitalização.

Mais de 20 operações para o público

O Armazém Rita Maria foi pensado com o propósito de respeitar o antigo, mas de fomentar o novo. O projeto conta com variedade de operações e espaços de convívio pensado para todos os perfis: famílias, amigos, casais e também para pets. A projeção, de acordo com a superintendente do complexo multiuso, Sara Miroski, é que haja uma circulação de cinco mil pessoas por dia.

— Estaremos no tour turístico de Florianópolis. O Armazém fará parte do último ponto do tour e teremos uma parceria com o Convention Bureau. Temos também quatro torres empresariais ligadas ao Armazém, assim como todo o entorno residencial. Será um presente para a cidade — aponta a superintendente do Armazém Rita Maria.

Na lista das operações estão:

  • Boteco Rita Maria
  • Casas com Alma
  • Cervejaria Kill Brew
  • Coffee Train
  • Empório Dom
  • Ethne Concept
  • Freddo Gelateria
  • Galeria Mamute
  • Gare du Vin
  • Juliana Hames
  • Le Pario
  • Lulu Marché
  • Noir Sushi
  • Oakberry Açaí
  • Olivia Cocina & Pasta
  • OnBier Cervejaria
  • Starbucks
  • Tomato Forneria
  • Tomato Grigliatta
  • Vacuno
  • Franz Cabaret, no Casarão integrado ao complexo.

Também faz parte do complexo o Centro Executivo Carl Hoepcke que, com suas contemporâneas torres envidraçadas, contempla 93 espaços comerciais.

Segurança como pilar fundamental

A proposta de intervenção de engenharia teve como preocupação fazer o controle e monitoramento estrutural dos galpões durante a construção no entorno do Centro Executivo Carl Hoepcke.

> O que fazer em Santa Catarina no verão? Confira dicas de passeios para aproveitar a alta temporada

— Foram feitas algumas estabilizações estruturais para adaptação ao novo uso, novo sistema de iluminação interna e externa, saneamento, climatização, esquadrias e ferragens. Sempre observando interferir o mínimo possível nas características dos galpões — observa o diretor de engenharia da Hoepcke, Renato Ramos da Silva Júnior.

Sinergia entre o antigo e o novo

Mais do que um espaço de convívio, o Armazém Rita Maria irá oferecer aos frequentadores a possibilidade de conhecer um pouco mais da história da construção dos galpões centenários e, naturalmente, da própria Ilha de Santa Catarina.

— Aos poucos, o prédio vai contando a sua história. Podemos visualizar na alvenaria, nas aberturas das paredes, nas estruturas de madeira. Também observamos a arquitetura industrial e comercial daquela época — comenta o arquiteto restaurador Jonathan Carvalho que, ao lado de uma equipe multidisciplinar envolvendo arquitetos, engenheiros e a família proprietária, foi responsável por devolver o local à cidade.

Para a arquiteta Luisa Grillo, responsável pelo projeto de arquitetura de interiores, foi necessário um olhar cuidadoso nas escolhas, desde cores, formas e volumes, para que, a intervenção dos espaços, não sobressaísse à beleza original da arquitetura industrial do século 19. Além disso, o projeto buscou valorizar o convívio e o conforto dos usuários, a sua interação com a construção, com a história e a natureza.

— Tudo foi pensado para que o novo não disputasse olhares com o antigo. Acredito que uma boa arquitetura deve marcar seu tempo e, paralelamente, respeitar o que já aconteceu ali, cada qual com sua importância e relevância. O Armazém reacenderá o espírito de trabalho e progresso tão presente naquele local — finaliza.

Quer saber mais sobre o Armazém Rita Maria? Acesse o perfil do Instagram!

Leia também

Confira dicas para incluir flores na decoração e trazer mais cor aos ambientes

Vai sair de férias? Saiba como deixar sua casa protegida para viajar com tranquilidade

Conheça cinco destinos do litoral catarinense para se visitar de lancha

Colunistas