nsc
nsc

Oportunidade no esporte

O retorno dos campeonatos esportivos: Com segurança, atletas catarinenses iniciam retomada das atividades

Visando estimular o envolvimento com o esporte, município de Gaspar oferece benefício financeiro para atletas por meio de programa de incentivo, mesmo durante a pandemia

10/05/2021 - 17h53

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Time Black Hawks
Time Black Hawks, de Gaspar, recebe auxílio do município para custeio de alimentação, transporte e outras necessidades.
(Foto: )

Os atletas estiveram entre os mais impactados durante a pandemia, com restrições às atividades, principalmente as coletivas. A retomada dos campeonatos esportivos, após permissão do governo do Estado por meio de portaria divulgada no último mês, traz uma motivação a mais aos esportistas catarinenses, que agora podem focar nos treinos para uma preparação mais intensa.

> Gaspar cria mais de 1,4 mil vagas de emprego formais nos primeiros dois meses do ano

As competições da Fundação Catarinense de Esportes (Fesporte) devem iniciar em agosto deste ano. As outras federações possuem autonomia para a definição de datas, mas devem pedir autorização da entidade e apresentar o planejamento de cuidados sanitários para o evento, que não pode ter público.

Luiz Gustavo Goedert, de 28 anos, atleta de futebol americano desde 2012, quando foi fundado o Gaspar Black Hawks, está animado com o retorno.

— Esporte para mim hoje é um ponto de equilíbrio, vida, saúde, amizade, família. A gente vinha em um ritmo forte de treinos, com academia de segunda a sexta e treino com time de futebol americano três vezes na semana. Parar tudo foi bem inesperado, mudou a rotina de todo mundo, estávamos acostumados a fazer os treinos com aquele clima de competição, a realizar as viagens que fazíamos com o time. Isso faz muita falta, a gente não via a hora de voltar. Com organização, logo vamos poder voltar a treinar — afirma o atleta.

Esporte como projeto de desenvolvimento

Mesmo com a pandemia, promover o esporte, ainda que com restrições, é uma estratégia de municípios catarinenses. A Prefeitura Municipal de Gaspar, do Vale do Itajaí, manteve o auxílio financeiro aos atletas durante o período de crise sanitária.

Por meio da Fundação Municipal de Esportes e Lazer, Gaspar desenvolve o programa Novo Esporte desde agosto de 2018. Além de atividades de iniciação esportiva e lazer, o programa conta com apoio a atletas e técnicos, como forma de incentivo e estímulo para que eles representem o município em competições.

Time Black Hawks
Mesmo em meio a pandemia, a PMG manteve o repasse de auxílio para atletas, que agora retornam às atividades.
(Foto: )

Os valores são para custeio de alimentação, saúde, transporte e compra de materiais esportivos, além de outras necessidades. Jogadores da equipe Black Hawks estão entre os contemplados com o Bolsa Atleta, com incentivo financeiro. Além da equipe principal, o time treina crianças e adolescentes.

De acordo com a Fundação, a bolsa é uma forma de valorizar o segmento, manter os atletas no esporte, ampliar a participação em eventos e reconhecer o trabalho dos atletas. Ao todo, são nove polos de rendimento do município, com esportes como Futebol Americano, Futsal, Jiu Jitsu, Judô, Skate, Voleibol, Vôlei de Praia. 

A PMG informou que a expectativa é ampliar o número de modalidades e participantes. Mesmo com o desafio das medidas restritivas devido à pandemia, agora as atividades que estavam paradas serão retomadas aos poucos

Incentivo e reconhecimento: Saiba mais sobre o programa Novo Esporte

No ano de 2018, quando foi criado, foram beneficiados quatro técnicos de rendimento e 22 atletas. O número de técnicos se manteve em 2019, mas o de atletas subiu para 40. No ano passado, mesmo com a pandemia, foram beneficiados três técnicos e 44 atletas, sendo que em 2021, a fundação definiu o mesmo número de técnicos e houve um aumento para 44 atletas contemplados com o benefício. Os recursos, que eram de R$ 200 mil, passaram para R$ 400 mil.

Charles Roberto Petry, um dos contemplados, é técnico do voleibol masculino de Gaspar desde 2006, o FMEL GASPAR/AEEG. O time conta com atletas entre 15 e 19 anos. Neste ano, Petry iniciou os trabalhos de coordenação também no vôlei de praia.

O time já foi campeão dos Jogos Escolares de SC (JESC) em 2006, e outras três vezes conquistou o terceiro lugar nesta mesma competição em 2017, 2018 e 2019. Também foi semifinalista nas três últimas edições da Olimpíada Escolar Catarinense (OLESC): ficou em segundo lugar em 2017, e quarto lugar em 2018 e 2019.

Técnico contemplado pelo programa Novo Esporte
Para Charles Roberto Petry, técnico do voleibol masculino e contemplado pelo programa, o projeto valoriza o trabalho dos atletas e incentiva a permanência no município.
(Foto: )

Com a pandemia de Covid-19, os trabalhos foram mais individualizados, com parte dos treinos de forma remota.

— Cada atleta teve que se adaptar para realizar atividades nas suas casas, tanto na parte da preparação física, como também na parte da técnica individual com bola. Sabemos que não é a mesma coisa, mas fomos obrigados a nos adaptar a esta nova realidade. Na próxima semana está previsto a retomada dos treinamentos presenciais novamente, e nesta volta é que vamos ver também os reflexos de tudo isto. Mas com as atividades que estamos fazendo, acreditamos que todos estejam preparados e prontos para o retorno.

> Prefeitura de Gaspar é destaque no combate à Covid-19

O técnico acredita que o projeto valoriza o trabalho dos atletas e incentiva a permanência da atuação e representação do município.

— Tem toda a parte social que projetos como este envolvem. São muitas crianças e adolescentes com opção e oportunidade de praticar algum esporte e com isto ficar em um caminho melhor. E consequentemente, temos o aumento no número e melhoria na qualidade dos atletas e equipes da nossa cidade.

Atividade esportiva desde cedo

A prática de atividade física é aliada ao desenvolvimento e contribui para a saúde física e mental, desde a infância. Por isso, a prefeitura de Gaspar também conta com o Programa Iniciação Esportiva, onde são contratados os técnicos para atuarem nessa área, também por recursos de bolsa.

Neste ano, são 17 Polos de Treinamentos somente para o Programa Iniciação. A intenção é que crianças e jovens entrem no mundo do esporte não apenas com o objetivo de buscar resultados, mas sim como forma de incentivar a inclusão e o aprendizado de maneira recreativa. Entre as modalidades oferecidas estão futebol, vôlei, xadrez e artes marciais. Os polos atendem crianças de cinco a 17 (ou mais), dependendo do esporte.

Segundo a Fundação, o projeto busca ser uma ferramenta no processo de formação da cidadania e visa garantir o direito constitucional do acesso ao esporte e ao lazer. É realizado através de parcerias com associações esportivas, clubes, escolas municipais, particulares, estaduais, federais e a iniciativa privada. As atividades esportivas têm como público-alvo crianças e adolescentes entre nove e 16 anos, que estejam frequentando estabelecimentos de ensino. A expectativa é atender mais de 800 crianças com esse Programa.

Além das atividades para crianças e adolescentes, o município conta com 29 espaços com algum tipo de mecanismo para a prática do esporte e lazer, por meio do projeto Lazer em Foco. Ainda de acordo com a federação, a meta é interagir mais com a comunidade e revitalizar as áreas de lazer do município.

Fique por dentro das ações da Prefeitura de Gaspar acessando o site oficial ou o canal no NSC Total.

Leia também

Mãe que perdeu marido e quatro filhos por Covid-19 em SC desabafa: “O que vai ser de mim?”

Prefeitura de Gaspar é destaque no combate à Covid-19

Afinal, o que é educação financeira? Entenda a importância do tema e como aplicar na rotina

Colunistas