nsc
    dc

    Prato Nosso

    Por que o arroz e o feijão de SC continuam tão caros em 2021?

    Ingredientes do prato tradicional dos brasileiros tiveram aumento de cerca de 60% no preço; entenda os motivos e a previsão para este ano

    21/04/2021 - 07h00

    Compartilhe

    Fernanda
    Por Fernanda Mueller
    Ingredientes da feijoada bateram recordes de inflação
    Ingredientes da feijoada bateram recordes de inflação
    (Foto: )

    Com aumento de cerca de 60% no preço do arroz e mais de 50% no feijão em Santa Catarina, até o prato tradicional dos brasileiros, a feijoada, está pesando no bolso. Entre os fatores que contribuem para a inflação desses produtos estão o aumento do consumo, exportações incentivadas pela alta do dólar e queda na produção, por conta do clima.

    > Preço da água mineral pode subir até 20% em SC; saiba o motivo

    O arroz bateu recordes de inflação em 2020, e apesar de ter tido uma leve queda no início de 2021, o preço do produto nos mercados continua longe do custo desta mesma época no passado. Já o feijão registrou alta neste ano, principalmente por conta dos baixos estoques de produtos disponíveis, já que a produção foi reduzida. 

    Veja no vídeo a previsão de preço do arroz e feijão para os próximos meses e entenda o que levou a um aumento de custo tão grande:

    Leia também

    Por que a carne bovina está tão cara em 2021?

    Entenda por que o consumo de ovos cresce tanto no Brasil

    Frango ou carne bovina: qual é a melhor opção? 

    Por que comemos pouco peixe no Brasil e em SC?

    Colunistas