nsc
an

PICO DA PANDEMIA

Prefeito de Joinville agradece quem descumpriu decreto com praça "cheia de famílias"

Adriano Silva publicou vídeo em rede social agradecendo a presença de pessoas no local, mas atividades vão contra os decretos publicados na última semana

29/03/2021 - 14h19 - Atualizada em: 30/03/2021 - 11h54

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Hassan
Por Hassan Farias
Prefeito Adriano Silva descumpriu o próprio decreto e agradeceu presença de pessoas em parque
Prefeito Adriano Silva descumpriu o próprio decreto e agradeceu presença de pessoas em parque
(Foto: )

O prefeito de Joinville, Adriano Silva (Novo), publicou um agradecimento em suas redes sociais no último domingo (28) após o Parque das Águas, na região central da cidade, receber visitas de famílias durante o dia. Nas imagens, ao fundo do prefeito, pessoas aparecem circulando pelo local descumprindo decreto com medidas sanitárias de combate ao coronavírus, como o uso de máscara.

> Estado oficializa critério que define quem tem direito a leito de UTI quando há lotação

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

— É muito emocionante ver isso aqui cheio novamente de famílias, crianças brincando, se divertindo. Quando todo mundo pega junto, a gente consegue transformar a nossa cidade — disse o prefeito no vídeo, referindo-se à revitalização da praça feita por uma empresa da cidade. 

O decreto publicado na última sexta-feira (26) permite a permanência em praias, parques e praças apenas para a prática de atividades esportivas de forma individual. Estas, no entanto, não eram as atividades de muitas das pessoas que aparecem nos vídeos publicados pelo prefeito. O texto prevê, ainda, a aplicação de multa de R$ 500 para quem for flagrado sem máscaras. 

> Ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, deixa o cargo

> Novo decreto de Joinville muda toque de recolher; confira horários de estabelecimentos

A reportagem questionou a Prefeitura de Joinville sobre como estão as fiscalizações; o porquê de as pessoas que aparecem ao fundo do vídeo serem vistas como exemplo e o que motiva o prefeito a estimular a população a frequentar o ambiente no atual momento de colapso da saúde pública, indo contra o decreto municipal. 

Em nota de esclarecimento emitida na tarde desta segunda-feira, a prefeitura apenas narrou o episódio e reforçou o pedido para que a população siga os protocolos de higiene para o combate ao vírus. 

> Vacinação da Covid em SC: locais, fases de aplicação, idades e tudo sobre

> Adolescente esfaqueia padrasto para salvar a mãe de agressões em Schroeder

Veja na íntegra a nota da prefeitura:

"No último fim de semana, o prefeito Adriano Silva foi até o Parque das Águas, localizado na rua XV de Novembro, para verificar as melhorias feitas no local por empresas e voluntários que apoiaram o mutirão do embelezamento do programa Joinville Mais Bonita.

Ao constatar as ações de revitalização e as melhorias feitas no espaço, que devolveram as condições de uso da área para a população, o prefeito realizou uma postagem em suas redes sociais particulares para agradecer os apoiadores.

Embora o prefeito estivesse fazendo o uso de máscara, alguns grupos familiares, em segundo plano, não estavam com a medida de proteção. Embora seja uma área aberta, o uso de máscara permanece sendo obrigatório.

A Prefeitura de Joinville reforça a importância do uso de máscaras, da higiene das mãos e de evitar aglomeração, além de destacar que é muito importante que toda a população cumpra os regramentos vigentes para evitar o avanço da doença."

> Governo de SC anuncia auxílio emergencial estadual para empreendedores

> Começa a vacinação de pessoas com mais de 68 anos em Joinville

Prefeito defende que propagação do vírus acontece em eventos sociais 

Constantemente o prefeito Adriano Silva defende que a alta no número de pessoas contaminadas na cidade se dá por eventos realizados em casa pela população. Em evento realizado pela NSC no início de março para comemorar os 170 anos da cidade, Adriano fez apelo aos joinvilenses para que os decretos fossem cumpridos. 

— Nós entendemos que os decretos que temos hoje no município são suficientes para conter, mas as pessoas têm que levar a sério. Se nós estamos dizendo para não fazer festa, não fazer aglomeração, é justamente para não fazer. Para que a gente possa conter a contaminação comunitária. Isso faz com que o sistema de saúde possa vir a colapsar. Esse é o apelo que a gente faz, para que os joinvilenses usem máscaras, lavem as mãos, façam o distanciamento social e, principalmente, evitem qualquer aglomeração social, em festas —disse ele, durante a participação no evento. 

Questionado sobre a possibilidade de agravamento da pandemia, Adriano Silva considerou que o contágio não acontece nos locais de trabalho, por exemplo, mas sim em casa. 

— Não adianta a gente falar que o lockdown é que vai resolver. De nada adianta a gente fechar o emprego, porque a contaminação não está acontecendo nos trabalhos, a contaminação está acontecendo dentro da casa das pessoas com eventos sociais. São eventos sociais que precisam ser evitados. Você sair de casa para o trabalho, você sair de casa para atividades essenciais. Mas evitar de fazer — pontuou. 

> Ciclone em SC pode gerar ondas de até 2 metros no Litoral

> Vice-presidente Hamilton Mourão toma vacina contra Covid-19

954 vidas perdidas em Joinville

No mesmo fim de semana em que a situação foi registrada na praça Parque das Águas, Joinville contabilizou 954 vidas perdidas pela Covid-19 desde o início da pandemia, de acordo com dados atualizados pelo Governo do Estado. Além de ter o maior número de mortes de Santa Catarina, Joinville também tem o maior número de casos já positivados: 76.948, segundo o Estado.

Além disso, não há mais vagas de UTI para adultos com Covid-19 em Joinville. Todas as unidades de saúde da cidade registram 100% de lotação. 

A região tem, ainda, ao menos 99 pessoas com coronavírus que aguardam por leitos de UTI e 97 que esperam por vagas em leitos de enfermaria, conforme atualização divulgada na sexta-feira pelo Estado. 

Leia também

> Carmen Zanotto é favorita para Secretaria de Saúde no governo de Daniela Reinehr

> SC exclui profissionais de academias, estética e saúde animal da prioridade de vacinação contra a Covid-19

Colunistas