nsc
dc

Saúde

Quanto tempo após a vacina da Covid é possível doar sangue?

Campanhas buscam atrair e resgatar doadores para repor estoques dos bancos de sangue; tire dúvidas sobre a doação

05/09/2021 - 06h00

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Doação de sangue pode ser feita a partir de 2 a 7 dias após a vacinação, a depender do tipo de imunizante
Doação de sangue pode ser feita a partir de 2 a 7 dias após a vacinação, a depender do tipo de imunizante
(Foto: )

A doação de sangue ainda é alvo de dúvidas de pessoas que costumam doar para os hemocentros, mas que não sabem se podem ter alguma restrição em função da Covid-19 ou das vacinas contra a doença.

Maior apreensão de maconha da história de SC recolhe R$ 53 milhões em drogas em Biguaçu

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Mesmo com o avanço da pandemia nos hospitais e a redução de outros procedimentos, como as chamadas cirurgias eletivas, o consumo de hemácias doadas na rede de SC não sofreu queda tão expressiva. De janeiro a agosto de 2019, haviam sido consumidas 71 mil bolsas, enquanto no mesmo período do ano passado foram utilizadas 68 mil – redução de 4%.

Em 2021, com a redução de casos e óbitos por Covid, e também a retomada de serviços como as cirurgias não urgentes, o consumo voltou a subir e ficou até mesmo acima de 2019, ano ainda sem pandemia. Nos oito meses deste ano já foram consumidas 76,5 mil bolsas, 7% a mais do que dois anos atrás.

Esse movimento torna ainda mais necessárias as doações de sangue nas unidades do Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc). Nesta sexta-feira (3), o site da entidade mostrava estoques reduzidos de dois tipos sanguíneos: A- e O+. Essas duas tipagens estão entre as mais presentes na população e, portanto, com maior demanda.

Campanhas buscam atrair doadores ao Hemosc

Nas últimas semanas, pelo menos duas campanhas foram lançadas para promover aumento de doações de sangue. Ainda em agosto, o Hemosc lançou uma ação com a intenção de resgatar doadores frequentes que não vinham mais aparecendo para doar desde 2008.

Na última semana, a Rede Globo também lançou a campanha Corrente Sob Pressão, em pelo menos 125 cidades do país. A ação é associada à série Sob Pressão, que teve no último episódio um enredo que propôs reflexão sobre doações de sangue.

Nesta semana, as duas campanhas motivaram a ida de doadores até unidades do Hemosc para doações. Em Florianópolis, a equipe do Hemosc informou ter observado interesse de doadores, que também foram contatados por e-mail.

Neste feriado de 7 de setembro, as unidades do Hemosc estarão fechadas para atendimento externo, como doações de sangue, mas na segunda-feira (6) o horário de funcionamento é normal. A orientação é que, preferencialmente, seja feito o agendamento por telefone antes de ir ao local.

Dúvidas sobre doação de sangue e Covid-19

Algumas dúvidas sobre a relação da Covid-19 e das vacinas com a doação de sangue ainda podem evitar com que doadores voltem a comparecer às unidades. Mas o tempo necessário entre a vacinação e doações de sangue é de apenas dois a sete dias, dependendo do imunizante. No caso de quem teve Covid, a orientação é esperar ao menos 30 dias antes de fazer uma nova doação. Confira abaixo:

Posso doar sangue após tomar a vacina da Covid-19?

Sim, mas é preciso respeitar um prazo de 2 a 7 dias para estar apto à doação. O tempo pode ir de 2 a 7 dias e é o mesmo, tanto para a primeira quanto para a segunda dose. O Hemosc alerta para a importância de levar o comprovante de vacinação. Confira abaixo:

Coronavac: 2 dias após cada dose

Oxford-Astrazeneca/Fiocruz: 7 diasapós cada dose

Pfizer-BioNTech: 7 dias após cada dose

Janssen (dose única): 7 dias

Posso doar sangue após ter Covid-19?

Não. No caso de pessoas que contraíram a doença, é preciso esperar um intervalo de 30 dias após a recuperação e o desaparecimento dos sintomas.

Posso doar se tive contato com alguém que teve Covid-19?

Para quem teve contato com pessoa com diagnóstico de Covid-19, é necessário esperar um prazo de 14 dias até estar apto à doação.

Outras situações:

Além das questões ligadas à Covid-19, outros critérios de rotina também são adotados. Não pode doar quem tem ou teve doenças como hepatite após os 11 anos, hanseníase, hipertireoidismo, doença autoimune, de Chagas, Aids, problemas cardíacos (necessita de avaliação e declaração do cardiologista), diabetes e câncer. Confira outras situações e informações sobre doação de sangue em SC no site do Hemosc.

Leia também

Mãe que tentou salvar filha de ser assassinada a facadas em Três Barras morre no hospital

Prefeito flagrado com R$ 500 mil em caixa de papelão no aeroporto diz: “Eu boto onde quiser"

Fábrica atingida por incêndio em Xaxim suspende parte das atividades por 15 dias

Colunistas