nsc
an

Luto

Mãe que tentou salvar filha de ser assassinada a facadas em Três Barras morre no hospital

Sônia Corrêa estava internada desde 25 de agosto no Hospital Santa Cruz, em Canoinhas

03/09/2021 - 14h20 - Atualizada em: 03/09/2021 - 16h35

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Sônia Corrêa
Sônia Corrêa tentou defender a filha e foi esfaqueada em Três Barras
(Foto: )

A mãe de Thais Corrêa Lemes da Silva, jovem que foi morta pelo ex-companheiro em Três Barras, morreu na manhã desta sexta-feira (3) em Canoinhas, no Planalto Norte de Santa Catarina. Sônia Corrêa, de 40 anos, estava internada desde o dia 25, quando tentou salvar a filha de ser assassinada a facadas. 

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O caso aconteceu na casa da família na rua José Manoel Corrêa, no bairro São Cristóvão. Sônia tentou proteger a filha e acabou sendo atingida por duas facadas desferidas por Carlos Alberto Becker Ribeiro, que foi morto em seguida pelo irmão de Thais.

Ela foi levada para o Hospital Santa Cruz, de Canoinhas, onde estava internada na unidade de terapia intensiva (UTI). Nesta sexta-feira, ela não resistiu e faleceu. Nas redes sociais, amigos e parentes lamentaram a morte de Sônia.

- Nossos sincero sentimentos a uma heroina que ficou sem o troféu da vida, mas nos deixou um exemplo de amor e defesa da familia - disse um dos comentários.

Segundo a Polícia Militar, a filha de Sônia já tinha uma medida protetiva contra o ex-namorado porque ele não aceitava o fim do relaciomento, o que teria causado também o assassinato.

O caso passou a ser investigado pela Polícia Civil, mas o inquérito ainda não foi concluído. Segundo o delegado regional, Rui Orestes Kuchnir, o caso é tratado como duplo feminicídio, contra mãe e filha.

Thais Correa Lemes da Silva
Thais Correa Lemes da Silva foi morta a facadas pelo ex-companheiro
(Foto: )

Relembre o caso

Thais e Carlos Alberto moravam em Joinville, mas ela voltou a morar em Três Barras após o término. Em 25 de agosto, ela soube que o ex-companheiro havia viajado até a cidade. Para evitar confronto, decidiu não ir ao trabalho, mas saiu com a mãe para levar as crianças até a escola. Foi quando o homem começou a perseguí-las, segundo a PM.

Já na casa da vítima, o ex-namorado atingiu Thais e a ex-sogra com golpes de faca. Ao presenciar o homem atacando as duas vítimas, o irmão de Thais, de 21 anos, tentou salvá-las atirando com uma espingarda calibre .22. De acordo com a PM, ele disse não saber se tinha acertado o ex-companheiro da irmã.

O irmão ainda entrou em luta corporal com o homem, sendo atingido com uma facada no braço esquerdo. Ele conseguiu desarmá-lo e atingiu o agressor com alguns golpes para se defender.

Leia também:

Suspeito de roubo milionário é preso pela Polícia Civil em Joinville

Prefeitura de Joinville vai comprar e demolir prédio às margens do rio Cachoeira

Dono de restaurante detalha incêndio em Pirabeiraba: “20 anos de história em cinzas”

Joinville tem novo modelo de cobrança da conta de água; veja o que muda

Joinville vai permitir pagamentos de impostos no crédito, débito e PIX

Mansão de Joinville reúne gamers com milhões de seguidores

Colunistas