Santa Catarina registrou sete mortes por conta das ocorrências associadas às fortes chuvas que atingem o estado em outubro. Os óbitos foram confirmados nos municípios de Rio do Oeste, Rio do Sul e Witmarsum, no Vale do Itajaí, Palmeira, Campo Belo do Sul, na região serrana, Três Barras, no Norte, e Calmon, no Meio-Oeste catarinense, entre o último dia 4 e este domingo (29).

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Acidente em Rio do Oeste

A primeira vítima se trata de Paulo Torinelli, de 65 anos, um agricultor natural de Rio do Oeste. Ele morreu ao tentar passar de bicicleta por uma área rural alagada no município em 4 de outubro.

“Gostava de trabalhar, arrumar ao redor de casa e gostava de tomar sua cachacinha no final do dia”, escreveram familiares ao comunicar o falecimento de Paulo, que deixou a esposa, uma filha e um neto.

Paulo Torinelli morreu ao tentar atravessar de bicicleta uma área alagada (Foto: Facebook/Reprodução)

Testemunhas relataram ao Corpo de Bombeiros Militar catarinense (CBMSC) que Torinelli passava por um acesso de um arrozal quando teria perdido o controle e caído na área alagada. A suspeita é de que o acidente ocorreu porque a vítima não conseguiu enxergar a estrada por conta da água.

Continua depois da publicidade

Moradores da vizinhança viram a vítima pedindo socorro e tentaram chegar até ela, ainda conforme foi relatado ao CBMSC. No entanto, quando encontraram o agricultor, ele já estava inconsciente. O homem foi retirado da água e sofreu tentativa de reanimação, mas não resistiu e morreu no local.

O corpo dele foi sepultado no cemitério municipal de Rio do Oeste na tarde do último dia 5.

Afogamento em Palmeira

Já a segunda vítima das chuvas é Rodrigo José de Farias, de 42 anos, que morreu afogado ao tentar passar de carro por uma área alagada na localidade rural de Mato Escuro, em Palmeira, no dia 7.

O veículo em que ele estava, um Fiat Strada, foi encontrado quase todo submerso, apenas com a parte traseira para fora da água. Na ocasião do resgate, o motorista foi achado já sem vida. O trecho rural chegou a ser interditado posteriormente pela prefeitura local e a Defesa Civil.

Rodrigo José de Farias tentou atravessar de carro uma área alagada (Foto: Facebook/Reprodução)

“Às vezes, a vida não é justa. Ainda não consigo acreditar que você se foi. Hoje, meu coração está de luto. O mundo perdeu uma pessoa muito especial e eu perdi um parente muito querido”, escreveu uma prima de Rodrigo em publicação no Facebook.

Continua depois da publicidade

O corpo dele foi sepultado no cemitério da localidade de Cerro Alto, em Palmeira, após cerimônia de despedida realizada na tarde do último dia 8.

Queda na água em Rio do Sul

Uma idosa de Rio do Sul foi a terceira vítima das enchentes que assolam Santa Catarina em outubro. Trata-se de Olívia Becker Berto, de 75 anos, segundo uma familiar confirmou ao g1 SC.

Segundo a prefeitura da cidade, a mulher estava de canoa em uma área alagada quando tentou subir por uma sacada, perdeu o equilíbrio e caiu na água, no dia 14.

Olívia Becker Berto, de 75 anos, caiu em área alagada (Foto: Arquivo pessoal)

A vítima estava com o marido no momento do acidente. Ele não caiu da embarcação. O Corpo de Bombeiros foi chamado, resgatou o corpo e o levou para o Instituto Médico Legal.

Continua depois da publicidade

Rio do Sul estava com o Rio Itajaí-Açu em 10,29 metros às 18h50min do dia do acidente. Conforme o boletim da prefeitura divulgado na mesma altura, eram 509 famílias em abrigos.

Afogamento em Campo Belo do Sul

A quarta vítima se trata de Maicon Moraes Agostinho, de 29 anos, conforme o Corpo de Bombeiros Voluntários de Campo Belo do Sul confirmou ao NSC Total.

Ele foi arrastado pela correnteza de um riacho na zona rural do município ao tentar atravessar a cavalo uma ponte submersa em 1,5 metro.

Maicon morreu aos 29 anos (Foto: Facebook/Reprodução)

Maicon era dado como desaparecido desde o último dia 7, quando ocorreu o acidente. O corpo dele foi encontrado por volta das 17h do dia 14, por moradores da localidade de Nova Prata, à beira do lajeado Pedro Candido. Ele estava a quatro quilômetros de onde começou a ser arrastado pela água.

Continua depois da publicidade

Descarga elétrica em Três Barras

A quinta morte associada às chuvas foi a de Vilmar Xavier, de 41 anos, no dia 15. Ele sofreu um choque elétrico em uma casa alagada de Três Barras, do Norte de Santa Catarina.

Vilmar tentava retirar ar-condicionado de casa alagada quanto sofreu choque (Foto: Facebook/Reprodução)

Ele estava tentando retirar da residência um ar-condicionado instalado na parede quando foi ao chão com a descarga elétricoa. Vizinhos relataram ao CBMSC que houve um forte barulho de estouro na ocasião do acidente, por volta das 10h30.

Quando a equipe de socorristas chegou ao local, na Rua Paulo Olsen, do bairro Argentina, o homem estava já sem vida, com o corpo parcialmente submerso e boiando na casa alagada.

Queda de raio em Calmon

A sexta vítima das chuvas no estado morreu em Calmon, pequena cidade do Meio-Oeste, na manhã do dia 16. Trata-se de um trabalhador que foi atingido por um raio quando andava a cavalo para tocar gado em uma área de campo no interior do município.

Continua depois da publicidade

A Polícia Científica confirmou, ao NSC Total, que a vítima foi identificada como sendo Moacir Valker da Silva, de 59 anos. Já a Defesa Civil em Calmon informou, também à reportagem, que o acidente ocorreu próximo à Linha Pigato. O homem foi atingido pela descarga elétrica perto de uma casa instalada na propriedade, de onde teria partido o pedido de socorro às autoridades.

Moacir Valker trabalha no campo quando foi atingido por raio (Foto: Janete Walker/Arquivo pessoal)

Ainda segundo o órgão municipal, foram acionados os bombeiros de Caçador, município próximo, já que Calmon não conta com unidade do Corpo de Bombeiros. Quando os socorristas chegaram ao local, no entanto, o trabalhador já estava sem vida. A Polícia Científica também foi acionada para a ocorrência.

Witmarsum

Éliton Selinger Rodrigues foi arrastado pela correnteza com o carro ao tentar atravessar uma estrada alagada em Witmarsum, no Alto Vale do Itajaí, na noite de sábado (28). O corpo foi encontrado no domingo (30) após buscas do Corpo de Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio, município vizinho. Éliton tinha 24 anos, era goleiro, amante de esportes e pai de uma menina pequena.

Éliton tinha 24 anos (Foto: Facebook)

Veja fotos do impacto das chuvas em SC

Continua depois da publicidade

Leia mais

Como agir e quem acionar em SC se estiver sob risco com as chuvas

Destaques do NSC Total