nsc
dc

Suspeita

SC investiga 12 casos de reinfecção pelo coronavírus

Casos são monitorados desde novembro do ano passado; resultado de exames ainda é aguardado

02/02/2021 - 12h22 - Atualizada em: 02/02/2021 - 18h14

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
SC envia amostras suspeitas ao laboratório da FioCruz desde novembro do ano passado
SC envia amostras suspeitas ao laboratório da FioCruz desde novembro do ano passado
(Foto: )

Doze casos de reinfecção pelo novo coronavírus são investigados em Santa Catarina. A análise é feita pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), do Rio de Janeiro. Desde novembro do ano passado foram encaminhadas 16 amostras de SC para o laboratório. A informação foi divulgada pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive) nesta terça-feira (2).

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

Para confirmar a reinfecção é preciso que o paciente apresente o vírus em resultados de dois exames, com intervalo igual ou superior a 90 dias entre os dois episódios de infecção. Até o momento, o Brasil tem confirmados cinco casos de reinfecção pelo coronavírus.

O superintendente de Vigilância em Saúde de SC, Eduardo Macário, afirma ser vital identificar e monitorar esses casos: 

— A ocorrência de casos de reinfecção pelo vírus SARS-Cov-2 é um evento raro, e que deve ser investigado com o máximo de cautela, seguindo os protocolos definidos. A caracterização desses eventos é fundamental para orientar a adoção de medidas de vigilância, prevenção e assistência a casos de Covid-19 — diz.

Pacientes de Manaus chegam a SC para tratamento da Covid-19 e são levados a hospitais de Florianópolis

Além dos casos de reinfecção, o Estado também investiga a contaminação por uma variante do vírus. Segundo Macário, seis casos foram identificados em SC. Dois foram descartados e quatro aguardam resultados.

Um protocolo foi criado para que as equipes de Vigilância em Saúde identifiquem pessoas com sintomas e histórico de viagens para estados da região Norte do Brasil e de outros países como África do Sul e Reino Unido.

> Quando receberei vacina contra a Covid-19 em Santa Catarina?

O secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, detalhou o protocolo ao colunista Ânderson Silva. Segundo ele, assim que é identificada a suspeita, uma amostra é coletada e enviada à Fiocruz.

Motta disse ainda que o Estado faz sua parte com qualidade do diagnóstico precoce, tratamento adequado, monitoramento e rastreabilidade.

Leia também:

Segunda dose da vacina Coronavac é enviada às cidades de Santa Catarina

SC tem o menor número de casos ativos de covid-19 desde novembro

Joinville fecha janeiro como o mês com mais mortes por coronavírus

Colunistas