nsc
dc

Exclusivo

SC tem primeiras cidades a vacinar mais de 90% da população com primeira dose contra Covid

A cada 10 moradores, nove tomaram a primeira dose da vacina nos municípios; outras 41 cidades já ultrapassaram 75% da população imunizada

17/08/2021 - 05h01 - Atualizada em: 17/08/2021 - 07h10

Compartilhe

Por Luana Amorim
Ao menos 40 cidades catarinenses já vacinaram mais de 75% da população
Ao menos 41 cidades catarinenses já vacinaram mais de 75% da população
(Foto: )

Ao menos três cidades já vacinaram mais de 90% da população contra a Covid-19, segundo dados do Monitor da Vacina do NSC Total. São elas Paraíso, no Extremo-Oeste, Piratuba, no Meio-Oeste e Marema, no Oeste. Isto significa que a cada 10 moradores, nove estão vacinados. 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Paraíso foi uma das primeiras a atingir a marca. A cidade conta com pouco mais de 3.360 habitantes, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Conforme os dados desta segunda-feira (16), 92,05% dos moradores receberam a primeira dose, um total de 3.092. Já a segunda dose foi aplicada em 35,06% da população. 

Entre as outras duas que atingiram a marca, Piratuba ocupa o primeiro lugar com 94,13% da população vacinada - a cidade tem 3.745 habitantes - e Marema o terceiro com 90,57% dos 1.750 moradores com a primeira dose. 

Se observar os dados dos grupos prioritários é possível ter uma ideia de por que Paraíso tem números bons. Entre os adultos sem comorbidades, ao menos sete faixas etárias já atingiram mais de 70% de pessoas com a primeira dose, sendo o melhor desempenho entre os que têm 18 e 19 anos, em que 113,30% das pessoas se vacinaram. 

Na aplicação da segunda dose, o número também é promissor. Além dos profissionais da saúde, praticamente toda a população idosa foi 100% imunizada. As três únicas faixas que ainda não atingiram a meta são entre 90 anos ou mais (17%), 75 a 79 (92,70%) e 85 a 89 (68,10%). 

Em Paraíso, a cada dez habitantes, um recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid
Em Paraíso, a cada dez habitantes, um recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid
(Foto: )

Segundo a enfermeira e responsável pela vigilância epidemiológica de Paraíso, Miriam Giacomel, a busca ativa por moradores e a extensão de horários para vacinação auxiliaram para que a cidade chegasse a esse índice. Atualmente, segundo dados do município, 98% da população adulta tomou a primeira dose. 

— Essa porcentagem, que ainda falta, é de pessoas que estão em isolamento ou que estão cadastradas, mas moram fora daqui. Claro, também temos as pessoas que não tomaram a vacina, que assinam um termo de recusa — pontua a enfermeira. 

> Quais são as comorbidades para a vacina da Covid; confira a lista

Ela também salienta que Paraíso é uma das cidades onde ocorre a vacinação em massa em Santa Catarina, por fazer fronteira com a Argentina. A ação teve início no fim de julho, após uma recomendação do Ministério da Saúde, e tem como objetivo evitar a disseminação da variante Delta. 

As últimas doses aplicadas na cidade foram no dia 13 de agosto. Agora, Miriam relata que o grande desafio é a aplicação da segunda dose da vacina. 

— Nós pedimos para que as pessoas busquem olhar o cartão de vacina e o dia da segunda dose. É importante que elas entendam a necessidade da segunda dose para a imunização completa e a de continuar com os cuidados, como o uso de máscaras e distanciamento social — pontua.

Desde o início da pandemia, a cidade registrou 129 casos de Covid e sete mortes causadas pela doença. Atualmente, conta com um caso ativo, ou seja, uma pessoa ainda pode transmitir o vírus.

> Escola é fechada em Camboriú por causa de surto de Covid-19 entre alunos e professores

Segunda dose continua sendo essencial, diz especialista 

Para a infectologista Carolina Ponzi, o resultado da vacinação de Paraíso é fundamental para conter o ritmo da pandemia no Estado. No entanto, ela salienta a importância da segunda dose para a população. 

— Se todos os municípios chegassem a números de doses suficientes para cobrir a maior parte da população, a pandemia teria um ritmo menor. Porém, não podemos esquecer da importância da aplicação da segunda dose para garantir a imunização completa — salienta. 

Além disso, ela alega que, caso o ritmo de vacinação se mantenha assim em todo o Estado, é possível impedir a disseminação de outras variantes, principalmente a Delta. 

— Quanto mais nós bloquearmos a circulação [do vírus], mais vamos impedir que ele sofra outras mutações. Ou seja, quanto menos o coronavírus circular, menores as chances da Delta, por exemplo, se disseminar — diz. 

41 cidades têm mais de 70% da população vacinada 

Além de Paraíso, outros municípios também têm avançado na vacinação nos últimos dias. Segundo dados do Monitor da Vacina, ao menos 41 cidades já vacinaram mais de 70% da população com a primeira dose da vacina. 

É o caso de Guaraciaba, também no Extremo-Oeste catarinense, que aparece em segundo lugar. A cidade, de pouco mais de dez mil habitantes, já vacinou com a primeira dose 89,46% da população. Mas, a secretária de saúde do município, Daiane Durigon, pontua que a busca ativa por faltantes continua. 

— A nossa meta é vacinar cerca de 9 mil pessoas adultas. Até o momento já foram 8.869 pessoas com a primeira dose. Desses faltantes, estão aqueles que estão no período pós-Covid, profissionais de várias áreas, como professores, que se imunizaram no município vizinho, ou aqueles que se recusaram — pontua. 

> Apenas duas regiões de SC continuam em risco gravíssimo para coronavírus, diz Estado

Este último grupo, inclusive, está sob avaliação da secretaria municipal. Isso porque há possibilidade de sanções contra esse grupo. 

— Estamos discutindo algumas restrições para quem não quiser se vacinar, como a restrição ao acesso a atividades de grupo, campeonatos, eventos e outras situações onde ocorrem aglomerações — salienta. 

Entre as cidades com mais de 100 mil habitantes, quem aparece com o maior número de moradores com a primeira dose é Tubarão, com 66,26% . Depois, vem Palhoça (64,82%), Florianópolis (63,86%) e Lages (62,75%). 

Nesta segunda-feira, em todo o Estado, 4.154.419 pessoas já haviam recebido a primeira dose, o que representa 57,28% da população. Em contrapartida, 1.811.358 pessoas receberam a segunda dose ou vacina de dose única e estão totalmente imunizadas. Isto representa 24,98% da população. 

Atualmente a média móvel de aplicação de doses é de 69.204. Se continuar neste ritmo, Santa Catarina terminaria de vacinar toda a população em 17 de dezembro de 2021. 

Veja a lista das cidades com mais de 75% da população imunizada: 

  • Paraíso - 92,05%
  • Guaraciaba - 89,46%
  • Marema - 90,57%
  • Piratuba - 94,13%
  • Paial - 87,31%
  • Santiago do Sul - 87,21%
  • Bandeirante - 87,12%
  • Caxambu do Sul - 86,06%
  • Barra Bonita - 85,04%
  • Tigrinhos - 84,81%
  • Santa Helena - 83,32%
  • Peritiba - 83,15%
  • São Cristóvão do Sul - 82,14%
  • Antônio Carlos - 83,30%
  • Frei Rogério - 83,30%
  • Arvoredo - 81,20%
  • Águas Frias - 80,67%
  • Flor do Sertão - 80,62%
  • Tunápolis - 80,91%
  • Leoberto Leal - 79,80%
  • Anitápolis - 82,22%
  • São Martinho - 79,00%
  • Abdon Batista - 78,65%
  • Angelina - 78,26%
  • Romelândia - 78,22%
  • Rancho Queimado - 78,21%
  • Jardinópolis - 77,68%
  • Cunhataí - 77,53%
  • São Bonifácio - 78,68%
  • Imaruí - 77,13%
  • Urupema - 76,86%
  • Presidente Castello Branco - 76,73%
  • Cerro Negro - 76,69%
  • Brunópolis - 76,60%
  • Santa Rosa de Lima - 76,57%
  • Novo Horizonte - 76,33%
  • Anchieta - 76,23%
  • Celso Ramos - 76,13%
  • Lajeado Grande - 75,95%
  • Iporã do Oeste - 75,38%
  • Erval Velho - 75,24%

Leia também:

Brasil cumpre todos os protocolos para espalhar a variante Delta do coronavírus

Vacinação de adolescentes em SC deve começar ainda em agosto

Bolsonaro fez mais de 80 eventos durante a pandemia; apenas 10 foram voltados à Covid

Colunistas