nsc
    dc

    Pandemia

    SC tem todas as regiões em risco gravíssimo para coronavírus pela primeira vez

    Atualização feita pelo governo estadual na manhã desta quarta (23) mostra todas as regiões em vermelho pela primeira vez desde que mapa passou a ser divulgado

    23/12/2020 - 09h29 - Atualizada em: 23/12/2020 - 18h13

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    Coronavírus em Santa Catarina
    Santa Catarina soma 4.836 óbitos provocados pela Covid-19 e mais de 68,4 mil pessoas infectadas
    (Foto: )

    Todas as regiões de Santa Catarina estão em risco gravíssimo para coronavírus, aponta o novo mapa de risco divulgado pelo governo estadual na manhã desta quarta-feira (23). A classificação, em cor vermelha, é a mais alta da escala utilizada pelo governo. É a primeira vez que todo o Estado está classificado nesse nível desde que o mapa passou a ser divulgado. 

    > Coronavírus pode ser transmitido pela água da praia? Tire dúvidas sobre a Covid-19 no verão

    Na última atualização, feita na sexta (18), a região de Xanxerê era a única que aparecia sob risco grave (cor laranja), e agora passou também para o alerta máximo.

    A divulgação do mapa com todas as regiões em vermelho ocorre às vésperas das festas de fim de ano, da alta temporada e após o anúncio de flexibilizações de medidas restritivas pelo governo. 

    Na semana passada, o governador Carlos Moisés (PSL) anunciou a liberação de 100% da ocupação de hotéis e pousadas, além da autorização para a realização de eventos. Nesta terça (22), a Justiça barrou as flexibilizações, mas o governador afirmou que pretende recorrer.

    O mapa de classificação de risco é divulgado semanalmente pelo governo catarinense. Os níveis de risco, gravíssimo, grave, alto e moderado, são calculados a partir da combinação de fatores como transmissibilidade do vírus, leitos vagos e aumento de casos ativos de coronavírus em cada região.

    > Painel do coronavírus: confira em gráficos como foi o avanço da doença em SC

    Conforme a Secretaria de Estado de Saúde (SES), 14 das 16 regiões estão em situação gravíssima no que diz respeito à capacidade de leitos de UTI. Apenas as regiões do Extremo Oeste e Xanxerê não estão no alerta máximo, figurando em nível grave.

    Ainda de acordo com a matriz, mais da metade das regiões está em nível gravíssimo quanto à transmissibilidade da Covid-19. Na atualização anterior eram apenas duas regiões nesse nível.

    > SC tem 104 cidades com número de habitantes menor do que o total de mortes por Covid-19 no Estado

    Em relação ao número de óbitos, a situação é mais preocupante nas regiões Alto Vale do Rio do Peixe, Carbonífera, Extremo Sul, Foz do rio Itajaí Laguna e Serra Catarinense, informou ainda a SES.

    — A pandemia continua em expansão em todas as regiões do Estado. Há o registro de alta mortalidade por Covid na maioria delas, a transmissibilidade tem se elevado e a confirmação de casos registrados nessa semana foi maior que na semana passada — aponta a epidemiologista da SES Maria Cristina Willemann.

    > “Se você tem vulnerabilidade, você não deve vir para o Litoral”, diz governador Carlos Moisés

    Maria Cristina também cita que a positividade dos exames processados pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) está acima de 30% em quase todas as regiões catarinenses, e acima de 40% no Estado de Santa Catarina. Além disso, a taxa de ocupação de leitos de UTI é maior que 80% na maioria das regiões.

    — A combinação desses fatores aponta que há um gravíssimo risco de contaminação em todas as regiões do Estado — afirma Maria Cristina Willemann.

    Na semana passada, o mapa de risco semana passou por ajustes em nos indicadores, incluindo o ‘nowcasting’, que mostra um acompanhamento em tempo real. O objetivo, segundo a SES, é retratar de maneira mais precisa a situação da pandemia nas regiões do Estado.

    Desde o início da pandemia, Santa Catarina soma 4.836 óbitos provocados pela Covid-19 e mais de 68,4 mil pessoas infectadas, conforme dados do governo divulgados nesta terça (22).

    Leia também:

    > Técnicos da Saúde dizem que não foram ouvidos para liberações em SC

    > Dezembro já é o mês com mais novos casos de coronavírus em Joinville desde o início da pandemia

    > Presos com saída temporária em SC vão cumprir regras contra Covid-19 na volta à cadeia

    Colunistas