nsc
dc

Verão

Turismo de SC se recupera na temporada 2022 e tem faturamento 30% maior do que na anterior

Setor de bares e restaurantes, entretanto, diz que movimento foi abaixo do esperado

22/03/2022 - 05h00

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Mueller
Levantamento também aponta que os turistas gastaram mais do que a média história no Litoral catarinense
Levantamento também aponta que os turistas gastaram mais do que a média história no Litoral catarinense
(Foto: )

Uma pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio) mostra que a temporada de verão de 2022 foi 30% melhor do que a anterior para a maioria dos setores. O levantamento também aponta que os turistas gastaram mais do que a média histórica no Litoral catarinense.

> Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

De acordo com a pesquisa da Fecomércio, na avaliação dos empresários de diversos setores, exceto hotelaria, o faturamento foi 30,3% melhor se compardo à temporada de 2021. Já na percepção do setor de hotéis, o faturamento foi ainda melhor: 43,7% acima do ano anterior. O levantamento foi feito com 554 empresários.

Conforme Rui Schürmann, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis em Santa Catarina (ABIH-SC), a temporada foi positiva em relação à ocupação, com movimento similar ao de 2019 — período pré-pandemia. O faturamento foi maior, mas ele explica que as despesas também foram elevadas.

— O resultado dos hotéis ficou um pouco abaixo de uma margem normal que teríamos no período, em razão dos custos elevados, ou seja, mesmo com o aumento de preços ainda não foi o suficiente para fazer frente ao aumento das despesas — explica.

A pesquisa da Fecomércio também apontou que houve um aumento de R$ 1.455 nos gastos totais dos turistas em relação a 2021 (valores corrigidos pela inflação), ou seja, uma recuperação de crescimento de 45%. Em relação à média histórica, nesta temporada, os turistas desembolsaram cerca de R$ 500 a mais — crescimento superior a 10%.

Bares e restaurantes ainda sofrem com perdas da pandemia

Apesar do setor de bares e restaurantes ter sido o que mais criou vagas de emprego durante a temporada (46,5%), foi um dos mais atingidos durante a pandemia e que mais demitiu. Segundo Raphael Dabdab, presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), a maioria das contratações foi temporárias e não foi renovada.

Ele destaca ainda que o setor esperava um movimento maior, e a temporada não foi suficiente para recuperar as perdas da pandemia.

Origem dos turistas no verão 2022

A pesquisa da Fecomércio ainda traçou a origem dos turistas que visitaram Santa Catarina no verão 2022 — 86,6% do público foram brasileiros. A maioria veio do Rio Grande do Sul (30,6%) e do Paraná (21%). 

Os turistas argentinos também voltaram a Santa Catarina e representaram 10,4% do público.

Evolução da origem de turistas em SC
Evolução da origem de turistas em SC
(Foto: )

> Concurso Brasileiro de Cervejas em Blumenau projeta o setor e o turismo

Leia também

Precursor do turismo em Florianópolis desabafa: “Indicações políticas atrapalham”

Percentual de turistas no Natal de Blumenau cresce e prefeitura vê movimento com otimismo

Acúmulo de água faz banhistas nadarem em meio a lixeiras em Balneário Camboriú​

Colunistas