nsc
an

Educação

Universidades e faculdades voltam às aulas em Joinville; veja como vai funcionar

Modelo de ensino muda de acordo com a instituição, mas a maioria terá um sistema híbrido

22/02/2021 - 05h00

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Univille, em Joinville
Univille é uma das instituições que adotou sistema híbrido para 2021
(Foto: )

A última semana de fevereiro terá a volta às aulas em universidades e faculdades de Joinville. O modelo de ensino muda de acordo com a instituição, mas a maioria terá um sistema híbrido, entre atividades presenciais e o ensino remoto.

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

Os alunos da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc). da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e do Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) ainda estão em aulas referentes ao segundo semestre de 2020, após um recesso no fim de ano. Eles permanecem no ensino remoto neste início do ano.

> Álcool gel, máscara e medição de temperatura marcam retorno às aulas estaduais em Joinville

Entre as instituições que começam o ano letivo neste mês, as primeiras a retomarem as aulas são a ACE/Faculdade Guilherme Guimbala e a Unisociesc na próxima segunda-feira (22). No dia seguinte, é vez da Faculdade Ielusc.

A Sustentare Escola de Negócios começa o ano letivo na sexta-feira (26), enquanto Católica e Univille vão ter o retorno das aulas em 1º de março.

> Volta às aulas municipais em Joinville: máscaras e álcool gel marcam a retomada dos alunos

Quando e como será o retorno das aulas:

ACE/Faculdade Guilherme Guimbala

A faculdade divulgou um calendário com duas datas para volta às aulas. Os calouros começam as atividades em 22 de fevereiro, enquanto os veteranos dos cinco cursos de graduação retornam no dia 24. Segundo a instituição, cada curso, turma ou série têm especificidades e podem ter modelos diferentes de retorno.

A ACE/Faculdade Guilherme Guimbala vai respeitar o distanciamento de 1,5 metro entre alunos e, por isso, algumas turmas terão retorno em modelo híbrido, enquanto outras poderão ter aulas totalmente presenciais ou permanecer 100% remotas. Isso dependerá da capacidade das salas de aula. Os alunos podem consultar o site da instituição para saber em qual modalidade se encaixam.

Os professores e profissionais com comorbidades têm o direito de permanecer no modo remoto. O uso de máscaras é obrigatório e haverá uma barreira de controle para aferir temperatura e com disponibilidade de álcool em gel.

> Professores de SC têm regras para evitar contágio por covid e critérios para afastamento

Católica

A Católica de Joinville vai manter o mesmo modelo de aula praticado no segundo semestre de 2020. O retorno dos veteranos deve ocorrer em 1º de março, e dos novos acadêmicos, em 8 de março. Os estudantes que não confirmarem o aceite para a modalidade presencial, automaticamente estarão optando pelo modelo remoto, teletransmitido.

As aulas presenciais ocorrerão nas salas de aula e os alunos não presenciais acompanharão a aula em casa, de forma síncrona, no horário das aulas. Quem preferir as aulas online poderá continuar a estudar por meio remoto.

Quem optar pela modalidade presencial precisará participar de treinamento online e assinar o Termo de Aceite, Ciência e Responsabilidade. Já as avaliações ocorrerão unicamente de forma online para garantir a isonomia. As aulas práticas serão realizadas no fim do semestre.

> Volta às aulas: confira as regras para o transporte escolar em SC

Faculdade Ielusc

A Faculdade Ielusc terá o retorno das aulas para os alunos veteranos (3ª, 5ª, 7ª e 9ª fases) em 23 de fevereiro e os calouros (1ª fase) começam as atividades em 15 de março. O modelo adotado será o híbrido, com atividades acadêmicas de forma presencial e, para o grupo de risco ou quem se sentir inseguro de retornar, haverá a modalidade remota, com transmissão simultânea das aulas.

É importante reforçar que, as turmas cujas as salas não permitirem o distanciamento de 1,5 metros terão rodízio. 

A instituição vai respeitar a distância de 1,5 metro e as salas que não permitirem esse distanciamento terão rodízio. Também haverá uso obrigatório de máscara em todos os espaços, além da aferição da temperatura nos dois campi. Todas as salas de aula contam com borrifadores de álcool 70% e papel-toalha para limpeza de carteiras e cadeiras.

IFSC

O Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) está com todas as atividades presencias suspensas pelo menos até 30 de abril. Todos os cursos da instituição estão com aulas remotas e os alunos ainda estão em aulas referentes ao segundo semestre do ano letivo de 2020. O calendário de 2021 será iniciado apenas em 8 de abril.

> IFSC tem inscrições abertas para 54 cursos gratuitos

Sustentare

A Sustentare Escola de Negócios retoma as aulas as atividades com a Aula Master nos dias 26 e 27, no formato online e ao vivo. Para os módulos realizados a partir de março, serão priorizados os encontros presenciais, mas também haverá momentos online e ao vivo para respeitar professores que são do grupo de risco.

A instituição vai seguir as recomendações das portaria do governo do Estado, como distanciamento de 1,5 metro, aferição de temperatura e a obrigatoriedade do uso de máscara. Além disso, a Sustentare vai adotar o protocolo de biosegurança escolar Nimbus e os professores estarão equipados conforme as normativas de saúde.

Udesc

A Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) ainda realiza as aulas do segundo semestre de 2020 de forma remota. Houve recesso no fim de ano e as atividades foram retomadas em 3 de fevereiro. Elas continuam até 14 de abril e os exames acontecem de 16 a 23 do mesmo mês.

> Udesc abre inscrições para vestibular de verão 2021 sem provas presenciais

Segundo a instituição, grande parte dos alunos são de fora de Joinville e vivem de aluguel na cidade quando estão em aulas presenciais. Por isso, convocá-los de voltar requer certeza de que as aulas se manterão, de acordo com a Udesc. Uma equipe permanece analisando a situação constantemente para avaliar o retorno presencial.

UFSC

Na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) ainda estão sendo realizadas as aulas do segundo semestre de 2020. Houve recesso no fim de ano e as atividades foram retomadas em 1º de fevereiro, totalmente no formato remoto. Segundo a UFSC, o retorno presencial vai acontecer apenas depois da vacinação e queda nos índices da pandemia.

> UFSC é a 8ª melhor universidade da América Latina, aponta estudo internacional

No site da instituição há um indicador seguido para definir a volta presencial. No momento, ele está na fase 1, que representa um "cenário em que a doença não está controlada no Brasil ou Santa Catarina, com aumento permanente do número de casos e óbitos e alta taxa de contágio".

Unisociesc

A Unisociesc começa o ano letivo em 22 de fevereiro com aulas no modelo remoto e retoma as aulas presenciais em 8 de março. Os alunos poderão preencher um formulário no site da instituição caso não se sintam confortáveis em retomar as atividades nas dependências da universidade.

Com a retomada das aulas presenciais haverá a modalidade híbrida, com rodízio entre os grupos para respeitar o distanciamento de 1,5 metro. Com isso, metade da turma terá atividades na sala de aula e a outra acompanhará simultaneamente de casa, pela internet. Nas dependências da universidade será obrigatório o uso de máscara, haverá a aferição de temperaturas e a presença de totens com álcool em gel.

Univille

A Univille vai começar o ano letivo em 1º de março para os cursos de graduação e pós-graduação. Será respeitado o distanciamento social, a aferição de temperatura e uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). Haverá o revezamento de grupos nas salas de aula e manutenção de atividades online, entre outras medidas sanitárias consideradas necessárias para realização das atividades com segurança.

> Joinville quer fazer sequenciamento do coronavírus em parceria com universidade

Haverá alternância de grupos para o retorno presencial, quando necessário, para manter o distanciamento social de 1,5 metro em todos os ambientes e espaços da instituição. Nestas situações, enquanto um grupo estiver em aula presencial, outro poderá participar da mesma aula via online. Os estudantes que se enquadram nos grupos de risco para a Covid-19 devem ser mantidos em atividades remotas.

Colunistas