nsc
dc

Pandemia

Variante Ômicron faz capitais cancelarem Réveillon e Carnaval

Ao menos oito já anunciaram que não terão festa de Ano-Novo

30/11/2021 - 08h21 - Atualizada em: 30/11/2021 - 09h49

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Em Florianópolis, queima de fogos está mantida
Em Florianópolis, queima de fogos está mantida
(Foto: )

Pelo menos oito capitais não terão festa de Réveillon na virada de 2021 para 2022. Dessas, duas já optaram por também cancelar a folia de Carnaval em fevereiro. O avanço da variante Ômicron, de origem africana, fez prefeitos e governadores de todo o país reavaliarem a decisão de promover shows e outras aglomerações.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Embora algumas capitais tivessem confirmado a realização dos eventos depois do avanço da vacinação no Brasil e da redução de mortes e infecções, a chegada da Ômicron a todos os continentes e a análise de um possível caso em São Paulo jogaram um balde de água fria na possibilidade de liberar a comemoração com grandes grupos.

A variante, identificada pela primeira vez na África do Sul, foi classificada pela Organização Municipal de Saúde (OMS) como preocupante. Apesar disso, ainda há dúvidas sobre o seu nível de contágio e gravidade. Na segunda-feira (29), a OMS informou que a Ômicron representa um risco muito elevado para o planeta.

Salvador, São Luís e João Pessoa, na segunda-feira (29), cancelaram os festejos de Réveillon. Belo Horizonte, Fortaleza e Goiânia já tinham anunciado que não promoveriam o tradicional evento. Palmas e Teresina também confirmaram ao Metrópoles que não farão as festas de fim de ano.

> Quais os sintomas da variante Ômicron da Covid-19; veja reações mais relatadas

Em Florianópolis, o Réveillon não terá shows. Apesar disso, a tradicional queima de fogos ocorrerá normalmente. 

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total.

Leia também

Variante Ômicron afeta pessoas mais jovens, diz especialista

Mais de 60 cidades de SC não tem casos ativos de Covid-19; veja lista

Número de casos ativos de Covid-19 despenca em SC e índice é o menor em 17 meses

Colunistas