nsc
nsc

Meio ambiente

Balneário Camboriú vai gastar R$ 1,5 milhão para plantar restinga na praia após alargamento

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
05/10/2021 - 11h52 - Atualizada em: 05/10/2021 - 16h28
Praia Central de Balneário Camboriú não tem mais restinga natural
Praia Central de Balneário Camboriú não tem mais restinga natural (Foto: Fabiano Correia, Arquivo NSC)

A prefeitura de Balneário Camboriú abriu processo de licitação para replantar a restinga, que há décadas “sumiu” da Praia Central. O projeto, orçado em R$ 1,5 milhão, prevê a instalação de mais de 33 mil mudas de plantas nativas ao longo de toda a orla. O cinturão verde vai ajudar a proteger a obra de alargamento e mudará a relação dos banhistas com a praia: a reurbanização prevê a instalação de passarelas, para que a restinga não seja pisoteada.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A secretária Municipal de Meio Ambiente, Maria Heloísa Lenzi, explica que o plantio da restinga será feito a uma distância de 25 a 30 metros do calçadão atual, levando em conta o futuro projeto de urbanização da orla. Toda a área será cercada para garantir a sobrevivência das mudas, e haverá cerca de 60 “vãos” – espaços para passagem dos banhistas, até a construção das passarelas.

Alargamento da praia em Balneário Camboriú já faz subir preço dos imóveis

A prefeitura está na segunda tentativa de contratar o plantio da restinga. A primeira licitação terminou deserta. Desta vez, Maria Heloísa acredita que o certame vai até o final.

- Já tem pelo menos uma empresa interessada, fazendo questionamentos.

Como era Balneário Camboriú no passado? Veja fotos do antes e depois da cidade

Segundo ela, o projeto não é tão simples de contratar porque demanda plantio de espécies que não são produzidas em escala comercial, e em grande volume. A licitação prevê um prazo para que a empresa que vencer a concorrência produza as mudas e faça o plantio, que deverá ser acompanhado por uma equipe técnica de biólogos e engenheiros florestais. A expectativa é que a restinga comece a ser reinstalada na praia após o fim da temporada de verão.

Alerta aos vizinhos

O replantio da restinga na Praia Central de Balneário Camboriú – e alto custo desse processo – serve de alerta para cidades vizinhas como Itajaí, onde a preservação da restinga é o foco de uma ação do Ministério Público Federal (MPF).

​​Prédio balança em Balneário Camboriú com vento e causa "ondas" em triplex de R$ 17 milhões

Em setembro, a Justiça Federal concedeu uma liminar que proíbe a prefeitura de Itajaí de autorizar e conceder licenciamento ambiental a projetos de novos prédios que provoquem sombra na faixa de areia na Praia Brava. A decisão considerou o impacto da sombra sobre a vegetação de restinga, que é área de preservação permanente, e a qualidade da praia para uso coletivo da população.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz

Leia também

Teve reação à vacina da Covid-19? Saiba o que fazer

Entenda o conflito no Afeganistão com volta do Talibã ao poder em 10 perguntas e respostas​​​​

Variante Delta: veja a eficácia de cada uma das vacinas da Covid​​

Conheça os 16 animais mais estranhos e raros vistos em SC

As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Coronavac

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas