O atacante Dudu, do Palmeiras, pediu indenização na Justiça à construtora Pasqualotto & GT alegando atraso na entrega das chaves do edifício Yachthouse by Pininfarina, em Balneário Camboriú. As duas torres concentram um grande número de proprietários famosos, de cantores como Luan Santana a astros do futebol. Uma das coberturas pertence a Neymar.

Continua depois da publicidade

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Segundo a coluna de Ancelmo Goes, no jornal O Globo, Dudu pagou cerca de R$ 4 milhões pelo apartamento, que tinha previsão inicial de entrega em dezembro de 2020. O prazo foi estendido em um ano, mas o jogador alega que só recebeu o apartamento em maio de 2022. 

Ainda em 2020, a coluna publicou que a pandemia havia atrasado o prazo de entrega do arranha-céu. Outras obras em Balneário Camboriú também foram impactadas pela COVID-19. Além de problemas com insumos para a obra, a construtora precisou reduzir a circulação de pessoas como medida sanitária. 

Dudu pede indenização de R$ 150 mil, que corresponde ao aluguel de um imóvel no período em que aguardou pelas chaves. A coluna entrou em contato com a construtora, que ainda não se manifestou. 

Continua depois da publicidade

As duas torres têm 81 andares e estão em segundo lugar no ranking dos prédios residenciais mais altos da América do Sul. 

Ciclone faz cobertura do Neymar balançar em Balneário Camboriú; veja vídeo

A construtora se manifestou em nota, em que afirma não ter conhecimento, até o momento, da ação movida por Dudu. Leia na íntegra:

“A Yachthouse Incorporadora Ltda., informa que não possui conhecimento formal da ação proposta pelo Sr. Eduardo Pereira Rodrigues, tampouco foi contatada extrajudicialmente a respeito das supostas cobranças mencionadas pelo adquirente da unidade. 

Desta maneira, a empresa informa que apresentará sua defesa quando citada nos autos, momento em que serão debatidas as questões de direito atinentes ao caso. 

Continua depois da publicidade

Por fim, a Yachthouse reitera o seu comprometimento para com todos os seus clientes e parceiros, prática costumas que reforça a solidez e seriedade de seus negócios”.

Leia também

Exército fecha fronteira de Santa Catarina; entenda operação

Governo de SC e deputados chegam a consenso no Universidade Gratuita; veja o que muda

Operação em maio investiga lavagem de dinheiro no ramo imobiliário de SC

Plano Aeroviário vai ajudar Santa Catarina a “decolar”

Jantar, conveniência e bebedeira: o que levou polícia a indiciar três por batida em ônibus

Destaques do NSC Total