nsc
    nsc

    IDEB 2019

    A força da educação para o desenvolvimento

    Compartilhe

    Estela
    Por Estela Benetti
    19/09/2020 - 09h00
    Conforme o Ideb 2019, Santa Catarina foi bem nas séries iniciais, teve queda nas séries finais do ensino fundamental e avançou no ensino médio
    Conforme o Ideb 2019, Santa Catarina foi bem nas séries iniciais, teve queda nas séries finais do ensino fundamental e avançou no ensino médio (Foto: Freepik)

    O resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica do Brasil (Ideb 2019) divulgado na última semana mostrou um retrato da evolução do ensino fundamental e médio no país e em Santa Catarina. Mostrou alguns avanços, mas é preciso mais para atingir as notas necessárias a uma boa média. Educação de qualidade é fundamental para a vida das pessoas e para a economia.

    > Ideb 2019: ‘Precisamos concentrar mais esforços nos anos finais’, avalia secretário

    Santa Catarina foi bem nas séries iniciais, teve queda nas séries finais do ensino fundamental e avançou no ensino médio. É claro que as condições de ensino, em muitas instituições, são insuficientes e os professores precisam de mais treinamento, mas é possível avançar mais com os recursos atuais. Foi quando ainda eram pobres e com salários baixos para professores que a Coreia do Sul e regiões da China conseguiram melhorar o aprendizado de alunos, obter um salto na educação e na economia.

    > Ideb 2019: SC tem 8 escolas entre as 100 primeiras com maiores notas do país; veja lista completa por escola

    O brilho da educação de qualidade também é evidente em Santa Catarina. Jovens bem formados em universidades locais fundaram empresas de tecnologia e de outros setores que hoje geram milhares de empregos no Estado, fornecem produtos e serviços para o Brasil e o mundo.

    > Ideb 2019: SC tem quatro cidades entre as 15 com melhores resultados do país; veja lista por município

    É preciso melhorar a gestão no ensino para que todos estudantes tenham educação de qualidade e possam desenvolver os respectivos potenciais. Só assim o Brasil conseguirá dar um salto na economia e na qualidade de vida e ingressar no grupo de nações desenvolvidas.

    Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas