nsc
nsc

Isolamento

Conselho de Medicina de SC alerta sobre sintomas iniciais da Covid-19 e opções de tratamento

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
08/03/2021 - 07h54 - Atualizada em: 09/03/2021 - 20h03
O texto cita medicamentos com comprovação científica para casos agudos da doença e ignora o "Kit Covid"
O texto cita medicamentos com comprovação científica para casos agudos da doença e ignora o "Kit Covid" (Foto: Patrick Rodrigues)

O Conselho Regional de Medicina (CRM-SC) publicou uma nota neste domingo (7) pedindo atenção sobre os sintomas iniciais da Covid-19 e orientando sobre tratamentos. O texto cita medicamentos com comprovação científica para casos agudos da doença e ignora o "Kit Covid" divulgado em redes sociais como panaceia contra a pandemia. Mas também não o condena.

​> Receba via Whatsapp as principais notícias de Blumenau e região

Segundo o CRM-SC, não há "consenso sobre o uso de medicamentos no enfrentamento da Covid-19". Posição semelhante à do Conselho Federal de Medicina (CFM), que tem se manifestado em favor da autonomia do médico. Ou seja, aqueles que acreditam na eficácia de remédios como hidroxicloroquina e ivermectina podem receitar ao paciente.

No caso da hidroxicloroquina, desde meados de 2020 a maioria dos estudos têm demonstrado ausência de eficácia contra o coronavírus — e a possibilidade de efeitos colaterais graves para pacientes cardíacos. Quanto à ivermectina, estudos iniciais na fase in-vitro demonstraram ação contra o vírus. Porém, os resultados foram recebidos com desconfiança pela comunidade científica porque a dosagem usada era muito superior à que pode ser administrada em humanos. Até o momento, os estudos clínicos disponíveis envolveram um número pequeno de pacientes. Dentre os países referência em saúde e farmacologia, não há nenhum que adote esses medicamentos no combate à Covid-19.

> Cresce o número de crianças e adolescentes contaminados pelo novo coronavírus em SC

A nota do CRM-SC pede atenção dos catarinenses aos primeiros sintomas da Covid-19, como dores nas pernas, coriza, dor de cabeça e dor de garganta. Não para a administração de medicamentos, mas para que o indivíduo se isole e seja acompanhado:

"O correto reconhecimento dos sintomas iniciais é fundamental para que as pessoas possam procurar assistência e se manter isoladas, reduzindo assim o contágio da doença e seu agravamento".

> Câmara de Vereadores de Blumenau ajuda a divulgar informações falsas sobre a Covid-19

O órgão alerta que o uso de corticoesteroides, como prednisona, prendisolona e dexametasona, deve ser reservado à fase inflamatória da doença, "o que raramente acontece antes do 5º dia dos sintomas. O uso de corticoides na fase inicial pode piorar a evolução da doença". Também indica o uso de anti-inflamatórios para pessoas com mais de cinco dias de sintomas. Sob orientação médica.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp. Basta clicar aqui

Leia a íntegra do comunicado:

O aumento de casos de Covid-19 em Santa Catarina está acompanhado pela prevalência de novas variantes do vírus.

As manifestações iniciais podem ser mais silenciosas, sendo infrequente a presença de febre, tosse, perda de olfato e paladar nos primeiros dias de doença. É importante redobrar a atenção aos sintomas como dores nos membros inferiores, coriza, dor de cabeça, mal-estar, dor de garganta.

> TCE pede fechamento de serviços não essenciais em SC por 14 dias

O correto reconhecimento dos sintomas iniciais é fundamental para que as pessoas possam procurar assistência e se manter isoladas, reduzindo assim o contágio da doença e seu agravamento. Em outras palavras, ao perceber dois ou mais dos sintomas descritos, alerte seus contatos recentes, procure assistência médica e se isole.

Embora não haja consenso sobre o uso de medicamentos no enfrentamento da Covid-19, sabe-se que o uso de corticoesteroides (prednisona, prendisolona, dexametasona, entre outros) deve ser reservado à fase inflamatória da doença, o que raramente acontece antes do 5º dia dos sintomas. O uso de corticoides na fase inicial pode piorar a evolução da doença.

Do mesmo modo, é importantíssimo o monitoramento em pacientes que evoluam com mais de 5 dias de sintomas, para a correta identificação do possível quadro trombo-inflamatório. Nesta fase, o uso de medicamentos com ação anti-inflamatória pode auxiliar no controle da doença e evitar seu agravamento.

Veja também:

Bebê de um ano morre por Covid-19 em Chapecó e pai desabafa: ‘levou nosso menino’

Governo se prepara para crescimento de mortes por Covid-19 em SC

Transferências de pacientes com Covid ao Espírito Santo são suspensas temporariamente

Moisés discutirá medidas contra colapso em SC com prefeitos nesta quarta-feira

SC confirma 109 novas mortes por Covid-19, soma mais alta em um boletim diário

Opinião: catarinenses são enviados para o ‘corredor da morte’ em nome da economia

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas