nsc
nsc

NOVA SC-108

Não parece, mas as obras da Via Expressa de Blumenau recomeçaram

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
10/09/2021 - 08h32
Trabalhos estão concentrados num trecho de apenas 1.770 metros
Trabalhos estão concentrados num trecho de apenas 1.770 metros (Foto: Cetenco, Divulgação)

Para quem passa pela BR-470, não parece que as obras da Via Expressa de Blumenau já recomeçaram. O prolongamento do acesso à cidade via região Norte, a nova SC-108, está concentrado apenas num trecho oculto pelo morro porque faltam autorizações ambientais para o corte de árvores e desapropriações de terrenos. Embora o governo tenha autorizado o reinício dos trabalhos nos primeiros três quilômetros, só 1.770 metros de canteiro de obras estão liberados, segundo a empreiteira Cetenco.

> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp.

Pelo lado da Fortaleza Alta, o cenário é bem diferente. Máquinas e operários trabalham na construção de galerias, aterros, escavações de solo e rochas. Apesar do avanço, evidente nas imagens abaixo, o serviço poderia ser mais célere se cinco terrenos já estivessem desapropriados e se o governo do Estado houvesse providenciado as autorizações para cortar árvores junto Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA).

Apesar de ter ficado quase quatro anos parada, no dia 16 de julho, quando o governador Carlos Moisés (sem partido) assinou a ordem para retomar os trabalhos nos primeiros três quilômetros, ainda havia pendências. Segundo o gerente de contratos da empreiteira Cetenco, Fabio Spolidoro, as operações estão limitadas pela falta de espaço. Pedras e barro removidos, que serão usados para aterros mais tarde, não têm onde ficar depositados. Apesar dos empecilhos, ele afirma que a empresa está comprometida em entregar os primeiros três quilômetros “em tempo recorde”.

No Jornal do Almoço, da NSC TV, desta quinta-feira (9), o coordenador regional da Secretaria de Estado da Infraestrutura, Sergio Joel Nunes de Araújo, reconheceu os problemas, mas disse que eles serão resolvidos:

— Não é na hora que a gente quer que saem as coisas, mas o governo tem trabalhado e isso será feito. Tanto é que o corte, aterro, terraplanagem, detonação de rochas, drenagem, tudo isso está indo muito bem. Provavelmente vai ser cumprido o prazo de 18 meses para a conclusão desses primeiros três quilômetros.

Falta espaço para depositar materiais, segundo empreiteira
Falta espaço para depositar materiais, segundo empreiteira
(Foto: )
Governo promete resolver pendências e aponta avanços nas obras
Governo promete resolver pendências e aponta avanços nas obras
(Foto: )
Prazo para concluir os primeiros três quilômetros é de 18 meses
Prazo para concluir os primeiros três quilômetros é de 18 meses
(Foto: )

SC-108

O prolongamento completo do que será a nova SC-108, ligando a área central de Blumenau à serra da Vila Itoupava, tem 15,6 quilômetros de extensão. Os mais de 12 quilômeros que seguem paralisados também têm pendências em desapropriações, licenças ambientais e projetos que precisam de ajustes.

Ainda dá tempo de planejar a segunda etapa para não repetir os erros.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp.

Duplicação da BR-470: Alesc aprova mais R$ 100 milhões prometidos por Moisés

Nova Curt Hering privilegia o pedestre, mas está mais difícil chegar até lá

Investigação sobre suástica nazista em piscina de SC ganha sobrevida

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas