O motorista que bateu um Mercedes contra um ônibus do transporte coletivo de Blumenau ferindo oito pessoas, na madrugada de 20 de junho, saiu do local caminhando amparado por outra pessoa. Imagens da câmera de segurança pública localizada na esquina das ruas Humberto de Campos e 7 de Setembro, obtidas com exclusividade pela coluna, mostram o condutor cambaleando, sendo escorado por um homem que o leva até o outro lado da rua. Quando a Guarda de Trânsito chegou, o motorista já não estava mais lá.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

O caso está sob investigação na Delegacia de Delitos de Trânsito e Meio Ambiente da Polícia Civil de Blumenau. Oito pessoas que estavam no ônibus machucaram-se, chegaram a ser atendidas em hospitais, mas em seguida puderam ser liberadas.

A câmera de segurança flagrou o instante em que dois homens forçaram a porta para ter acesso ao interior do Mercedes. Ela havia ficado emperrada após a batida. Saía muita fumaça do motor do ônibus, que derramou óleo diesel na pista. 

Por ser programada para girar automaticamente, a câmera muda de direção durante a gravação. Até que volta a focalizar o carro, com o motorista já sendo carregado pelos ombros.

Continua depois da publicidade

Como saiu do local, o condutor não pôde ser identificado. O delegado André Amarante, que conduz o inquérito, intimou o proprietário do veículo a prestar depoimento, mas recebeu solicitação para que a oitiva fosse adiada. Ele ainda não foi ouvido. Outras testemunhas também serão chamadas a depor.

Veja o vídeo da câmera de segurança

Multas

A Guarda de Trânsito aplicou três multas no veículo, no valor total de R$ 4.402,02, pelas seguintes infrações: deixar de prestar ou providenciar socorro às vítimas, deixar de tomar providências para evitar perigo ao trânsito após o acidente e não identificar-se às autoridades de segurança.

O Mercedes GLE 63 envolvido no acidente está registrado no Detran de Santa Catarina em nome do empresário Caio Marcelo Debossan. A coluna fez contato com Debossan por telefone e mensagens de WhatsApp, mas ele não respondeu até a publicação deste texto.

Com a colaboração de Ana Carolina Metzger

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto do Whatsapp

Leia também

Visitante da Oktoberfest Blumenau vai poder matar a sede de graça

Blumenau elege um culpado pelo baixo número de passageiros nos ônibus

Petistas de Blumenau lavam a alma na BR-470, mas cartazes invocam más lembranças

Conheça os três grupos candidatos a nova atração da Oktoberfest Blumenau

Destaques do NSC Total