Representantes da área comercial da Shein desembarcaram nesta segunda-feira (18) em Blumenau para prospectar possíveis parceiros de negócios. Ao longo das próximas duas semanas, o grupo vai conhecer empresas que tenham interesse em vender seus produtos na plataforma online da gigante asiática. Neste período, a comitiva também visitará Brusque com o mesmo objetivo.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região por WhatsApp

Os emissários da companhia foram recepcionados pelo prefeito em exercício, Almir Vieira (PP), e pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Empreendedorismo, Valdecir Mengarda. No encontro, ambos reiteraram que Blumenau está de portas abertas para receber investimentos da companhia.

Blumenau intensifica força-tarefa por parceria entre Shein e Coteminas

Por vídeo-chamada, a responsável pela área de relações institucionais e governamentais da Shein, Fernanda Valle Viggiano, disse que a empresa está em uma “fase de namoro” com Blumenau, mas ressaltou que enxerga na cidade um “potencial enorme” para ser um polo produtivo da companhia no Brasil.

Continua depois da publicidade

— A Shein chega para agregar. A gente não veio para acabar com o comércio local — disse durante reunião.

Fernanda também acrescentou que o plano da companhia não é “subir fábrica”, mas somar à economia, abrindo o marketplace para que empresas têxteis locais, de qualquer porte, ampliem as vendas.

— A plataforma é uma grande vitrine – complementou.

O grupo que está na cidade vai inspecionar empresas que já fizeram um pré-cadastro para vender pela Shein, mas também irá “bater na porta” de outros potenciais parceiros de negócios. A ideia é deixar Blumenau com acordos encaminhados, complementou Alice Sun, da área de desenvolvimento de novos negócios da empresa e líder da comitiva. Interessados podem fazer contato pelo e-mail alice.sun@sheingroup.com.

Nesta fase de expansão, a Shein busca fortalecer a plataforma online com grifes locais, coletando diretamente nas fábricas as mercadorias que posteriormente serão vendidas pela internet. Mas depois deve considerar buscar parceiros que produzam peças de roupa com a marca própria da empresa, antecipou Fernanda.

Continua depois da publicidade

Coteminas

Questionada sobre a Coteminas, Fernanda destacou que a empresa têxtil é uma parceira nacional da Shein, mas despistou sobre o que pode ser feito na unidade de Blumenau, onde mais de 700 pessoas estão sendo demitidas.

Segundo a executiva, a Shein está avaliando como pode ajudar a alavancar os negócios da Coteminas e como agir nos diferentes locais em que a empresa têxtil atua.

Leia também

Herdeiro lembra “teimosia” de Beto Carrero, revela propostas pelo parque e abre rotina

Blumenau projeta praça gigante no Reino do Garcia; veja fotos

Almeida Júnior avalia comprar shoppings fora de SC

O que diz o presidente da Fiesc sobre troca de terreno pelo Complexo do Sesi em Blumenau

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado pelo WhatsApp

Destaques do NSC Total