nsc
nsc

FESTAS DE OUTUBRO

Nova cervejaria oficial da Oktoberfest Blumenau terá contrato curto e menos exigências; entenda

Compartilhe

Pedro
Por Pedro Machado
21/03/2022 - 15h32 - Atualizada em: 21/03/2022 - 17h00
Evento está programado para ocorrer entre os dias 5 e 23 de outubro
Evento está programado para ocorrer entre os dias 5 e 23 de outubro (Foto: Daniel Zimmermann, Divulgação, BD)

A nova licitação que vai definir a próxima cervejaria oficial da Oktoberfest Blumenau será válida apenas para a edição de 2022. A Secretaria de Turismo e Lazer decidiu mudar a forma de contratação: em vez de uma concorrência, a exemplo do processo lançado no ano passado que terminou sem apresentação de propostas, será um pregão eletrônico, uma espécie de leilão. Os lances serão conhecidos no dia 20 de abril. As ofertas partirão de um valor de R$ 2,55 milhões.

> Receba notícias de Blumenau e do Vale pelo WhatsApp

A alteração da modalidade traz mudanças significativas no processo, a começar pelo tempo de contrato a ser firmado com a cervejaria vencedora. Na concorrência, o vínculo seria de longo prazo, válido por seis edições. Agora, a parceria será apenas para 2022, o que exigirá o lançamento de um novo edital depois da realização da festa deste ano.

A mudança também implicará nas obrigações impostas à empresa que se sagrar vitoriosa na disputa. A ideia inicial da prefeitura era de que a cervejaria oficial construísse um boulevard e um museu temático da Oktoberfest Blumenau como contrapartidas. Como o contrato será de apenas um ano, essas exigências caíram por enquanto, mas devem voltar à pauta em uma concessão futura.

Além do fornecimento de chope, os investimentos na decoração dos pavilhões da Vila Germânica continuarão sendo exigidos na nova licitação, que será válida também para a Sommerfest 2023.

Edição de transição

Internamente, a análise é de que a edição deste ano é de transição. Embora a pandemia dê sinais de arrefecimento e a vida já esteja praticamente normal desde a desobrigação do uso de máscaras e a liberação de eventos, há cautela.

O entendimento é de que uma concessão longa, neste momento, ainda não seria totalmente viável. A não realização da edição deste ano, mesmo improvável a esta altura — a organização refuta esta hipótese —, poderia trazer prejuízos à organização e à cervejaria oficial.

A mesma lógica de um contrato de apenas um ano valerá para a contratação dos demais serviços e fornecedores da Oktoberfest. As próximas licitações da fila são para as cervejarias artesanais da região e para a praça de alimentação.

Na prática a Oktoberfest 2022 será um grande teste de segurança, público e aceitação do mercado. A aprovação da edição determinará se os ritos contratuais voltarão ao normal a partir de 2023.

Receba notícias e análises do colunista Pedro Machado sobre economia, negócios e o cotidiano de Blumenau e região pelo WhatsApp ou Telegram

Leia também

Altenburg recebe homenagem da Fiesc pelos 100 anos de história

Justiça libera R$ 3,8 milhões a ex-funcionários da empresa Glória que ainda têm dívidas a receber

Hering tem melhor trimestre da história e vendas de 2021 retomam patamar pré-pandemia

Unifique compra operadora gaúcha de internet em negócio de R$ 226 milhões

Venda da Hemmer para a multinacional Heinz é aprovada sem restrições pelo Cade

Blumenau revisita um plano de desenvolvimento que ainda precisa mostrar a que veio

Como a Almeida Junior construiu "um muro" em SC para dominar o mercado de shoppings​​

Norte Shopping em Blumenau será ampliado, diz presidente da Almeida Junior​​

Após polêmica com Oktoberfest, Blumenau e Parque Beto Carrero avaliam parceria

Cassol vai abrir segunda loja em Blumenau e projeta expansão também em Itajaí e Joinville​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

Marca Sulfabril é vendida e deve voltar ao mercado em 2022​

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Pedro Machado

Colunista

Pedro Machado

Um olhar especializado na economia e nos negócios dos setores pulsantes de Blumenau e região.

siga Pedro Machado

Mais colunistas

    Mais colunistas