nsc
nsc

Não pode

Proibidas em SC, corridas clandestinas são divulgadas até por prefeitura

Compartilhe

Raphael
Por Raphael Faraco
04/06/2021 - 13h27 - Atualizada em: 04/06/2021 - 19h50
Secretário de Turismo de Gravatal em vídeo gravado para promover uma corrida
Secretário de Turismo de Gravatal em vídeo gravado para promover uma corrida (Foto: Reprodução / vídeo / redes sociais)

A Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) tem recebido várias denúncias de corridas de rua clandestinas por todas as regiões do Estado. E olha que a semana foi de conversas importantes entre representantes da Associação dos Organizadores de Corrida de Rua e Esportes Outdoor (Abraceo) e as autoridades do Estado, com a apresentação de um novo e minucioso protocolo. Só que por enquanto, as provas não podem acontecer por decreto do governo. Ainda assim, organizadores 'independentes' insistem.

> Ação milionária de quase 30 anos chega ao fim na Justiça de SC

Nos últimos dias foram várias denúncias. As divulgações das provas acontecem por redes sociais e grupos de WhatsApp, com regulamento definido e taxas de inscrição que, em alguns casos, passam dos R$ 1 mil com hospedagem por participante.

Foi assim em Palhoça, Lauro Müller, Timbó, Balneário Camboriú, só para trazer alguns exemplos. Na vizinha Camboriú, um evento de bike aconteceu no domingo (30). Tudo muito bem organizado. Mas não estava permitido.

Prova realizada no domingo (30)
Prova realizada no domingo (30)
(Foto: )

> Novo decreto em SC prorroga medidas contra pandemia até 15 de junho; veja as regras

> Veja como receber as principais notícias de Santa Catarina no Whats

Em um post nas redes sociais, os idealizadores da prova agradeceram atletas, staff, patrocinadores, apoiadores e até o 'governo local' e a Polícia Militar.

Corrida de bike em Camboriú
Corrida de bike em Camboriú
(Foto: )

Em Lauro Müller, no Sul do Estado, toda a programação foi preparada para uma corrida paradisíaca pela Serra do Corvo Branco. O local é lindo. Mas a prova não poderia acontecer por decisão de governo.

Cronograma do evento em Lauro Müller
Cronograma do evento em Lauro Müller
(Foto: )

Em Gravatal, no Sul do Estado, uma corrida de rua está 'prevista' para o dia 20 de junho. E tem até convite da prefeitura. O vídeo foi postado na terça (1°), em uma rede social da empresa que organiza a prova.

As denúncias chegam de todas as regiões de SC. Muitas vezes, por quem cumpre as regras e fica revoltado com quem tenta seguir na 'clandestinidade'.

A Fesporte recebe a informação, repassa para a Secretaria de Estado da Saúde que encaminha para a vigilância sanitária municipal e os organizadores são comunicados sobre a suspensão do evento.

No fim de abril, a portaria conjunta 441 definiu as regras para eventos esportivos em SC. As corridas só poderiam acontecer com autorização de prefeitura e Fesporte, mediante a apresentação de protocolo com todos os cuidados para este momento de pandemia.

Mas segundo o presidente da Fundação, Kelvin Soares, o Estado voltou a proibir as provas pela possibilidade da chegada de uma terceira onda de Covid-19 ao Estado. Ele entende que dá para avançar nas conversas, mas não desta forma.

Inclusive, na quarta (2), o presidente recebeu representantes da Abraceo para uma conversa importante. E ficou muito satisfeito com o que viu e ouviu.

— O protocolo apresentado pela associação é muito bom. E seguimos tentando encontrar uma maneira segura para realizar os eventos. O momento da pandemia é grave e com todos os cuidados tentaremos avançar. Mas as provas sem autorização só atrapalham os planos. Por enquanto, não pode. Seguiremos fiscalizando — reforçou o presidente da Fesporte.

Contrapontos 

A Prefeitura Municipal de Gravatal e a Secretaria Municipal de Turismo informam que o convite gravado em vídeo para o Desafio Pedra do Índio, corrida programada para 20 de junho, não foi divulgado em seus canais oficiais devido às medidas restritivas decretadas pelo Governo do Estado logo em seguida, e reforçam que diante da incerteza da Matriz de Risco na Região para realização do evento, o mesmo não deverá se realizar, especialmente, em condições contrárias às previstas em Decreto Estadual vigente.

O comandante da Polícia Militar em Camboriú, capitão Rafael Zancanaro, disse que não tinha conhecimento do evento realizado na cidade domingo, que a PM cumpre as normas do decreto estadual e se for acionada ou solicitada previamente para análise, seguirá de acordo. O agradecimento feito pela organização da prova à PM será apurado. 

A coluna ainda aguarda um posicionamento da prefeitura de Camboriú, também citada. 

Leia também

> "As regras são suficientes, desde que cumpridas", diz secretário sobre decreto contra pandemia em SC

> Fiocruz alerta para piora da pandemia de Covid no Brasil; preocupação em SC é ainda maior

> "Talvez o pior momento ainda esteja por vir", diz secretário sobre a pandemia de Covid-19 em SC

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas