nsc
nsc

Saúde

Governo prorroga medida que reforça fiscalização das restrições em SC

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
10/03/2021 - 08h19 - Atualizada em: 10/03/2021 - 15h20
Governo aposta na fiscalização
Governo aposta na fiscalização (Foto: Divulgação/Polícia Militar de Santa Catarina)

O governo do Estado irá prorrogar por mais uma semana a medida administrativa de destinar 500 policiais militares (PMs) dedicados exclusivamente na fiscalização de aglomerações e festas clandestinas durante a pandemia. O anúncio deve ocorrer após a reunião desta quarta-feira (10) do governador Carlos Moisés, Federação Catarinense de Municípios (Fecam) e prefeitos das maiores cidades de Santa Catarina.

O foco é coibir atividades que não estejam cumprindo as regras. Os 500 policiais estavam atuando na temporada de verão 2020/2021 e fazem parte dos mil aprovados no concurso de 2019.

A coluna apurou que não vai partir do centro administrativo nenhuma proposta de lockdown total ou parcial. O governo aposta no reforço da fiscalização, restrições mais rígidas nos finais de semana e ampliação da rede hospitalar. Epidemiologistas apontam que estas medidas são insuficientes para conter o avanço da pandemia que está em seu estágio mais crítico desde o início do ano passado. Uma opção que deve estar no debate é limitar o horário das atividades na parte da noite, estabelecendo um padrão estadual para o horário de fechamento de bares e restaurantes, por exemplo. Várias prefeituras já adotaram horários à noite mais restritivos do que os estabelecidos pelo Estado.

Nos bastidores, o governo tem convicção de que irá sofrer críticas duras por qualquer decisão. Com lockdown, a pressão vem do setor produtivo e da maioria da Assembleia Legislativa (Alesc). Sem medidas mais duras, a crítica parte dos médicos, pesquisadores e hospitais. O governo aposta alto, mais uma vez, mesmo sabendo que o custo disso pode vir em vidas perdidas.

Uma medida confortável para o Poder Executivo é esperar o Ministério Público (MP-SC) ingressar na justiça pela suspensão das atividades não essenciais por 14 dias. O MP estuda a possibilidade não é de hoje, mas deu um “voto de confiança” para esperar se as ações implementadas pelo Estado vão trazer resultado positivo.

Santa Catarina registrou nesta terça-feira (9) novas 109 mortes por covid-19, o número mais alto registrado num único boletim da Secretaria de Estado da Saúde em toda a pandemia, apurou o colega Cristian Edel Weiss.

Atualmente, 395 pacientes aguardam por vaga em UTI em Santa Catarina.

Leia mais:

Hospitais cobram medidas mais eficazes contra pandemia em SC

Governo de SC vai analisar evolução patrimonial de agentes públicos

Sobe para 74.718 o número de pessoas imunizadas contra Covid-19 em Santa Catarina

Transferências de pacientes com Covid de SC para o Espírito Santo correm risco de suspensão

Corpo de catarinense que morreu com Covid-19 no Espírito Santo será levado a Chapecó

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas