nsc
    nsc

    Polêmica

    Hotéis de SC não vão cancelar reservas, diz sindicato

    Compartilhe

    Renato
    Por Renato Igor
    26/12/2020 - 08h33 - Atualizada em: 26/12/2020 - 08h51
    Limite de ocupação em hotéis de Santa Catarina
    Limite de ocupação em hotéis de Santa Catarina (Foto: Maikeli Alves / Agência RBS / Banco de Dados)

    Os hotéis de Santa Catarina não irão cancelar as reservas dos hóspedes quando a taxa de ocupação superar os 30% em regiões com classificação gravíssima de Covid-19, que é o limite imposto por decisão judicial do dia 22 de dezembro. Atualmente, todas as 16 regiões se encontram em alerta máximo no mapa de risco. 

    A afirmação é do presidente da Federação dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de SC (Fhoresc), Estanislau Bresolin, em entrevista ao programa CBN Total da última sexta-feira (25). No dia 14 o governo de Santa Catarina havia liberado a ocupação máxima dos hotéis a partir do dia 21 de dezembro. 

    Bresolin explica que as reservas do Réveillon foram feitas há muito tempo, e que esse movimento é difícil de controlar. 

    — Os quartos são reservados de várias formas, por sites de turismo, operadores, sites de reservas, aplicativos. Não se domina isso. Nós não iremos cancelar — diz Bresolin.

    O segmento está em conversa permanente com a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) para articular um recurso desta decisão.

    — Essa decisão é ridícula. Santa Catarina é o único tribunal do Brasil que não conseguiu reformar a decisão — desabafa.

    > SC libera praias com uso obrigatório de máscara; veja as regras

    Confira a entrevista com Estanislau Bresolin, presidente da Federação dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de SC (Fhoresc):

    > Painel do coronavírus: confira em gráficos como foi o avanço da doença em SC

    Balneário Camboriú

    O presidente do Conselho de Turismo de Balneário Camboriú, o hoteleiro Osny Sibara, destaca uma situação curiosa. Em entrevista também à Rádio CBN Diário, ele disse que a partir do momento em que o Estado anunciou a permissão de ocupação de até 100%, muitos que haviam feito reserva acabaram cancelando suas estadias.

    — Eles ficaram assustados que os hotéis ficariam lotados e muitos cancelaram — explica.

    Ouça a entrevista com o presidente do Conselho de Turismo de Balneário Camboriú, o hoteleiro Osny Sibara:

    Nesta sexta-feira (25) a Justiça rejeitou recurso do Estado, que tentava assegurar flexibilização em atividades e ocupação na rede hoteleira em SC. Com isso o governo passou a ter prazo de 48h para retomar as restrições.

    Em Florianópolis, decreto na última quinta (24) liberou bares e restaurantes para funcionamento na madrugada. Com isso, estabelecimentos têm até as 2h para permanecerem abertos.

    Leia mais:

    Opinião: SC aposta na 'liberdade' de circulação do coronavírus

    Vídeo flagra aglomeração em balada na Praia Brava, em Itajaí

    Da entrada ao brinde: receitas para ter boa sorte no Revéillon

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas