nsc
nsc

Incentivo

Bônus de até R$ 8 mil: como vai funcionar em Joinville a meritocracia na educação municipal

Compartilhe

Saavedra
Por Saavedra
12/05/2022 - 18h36 - Atualizada em: 13/05/2022 - 07h03
Um dos programas prevê pagamento de bônus para a ampliação da carga horária
Um dos programas prevê pagamento de bônus para a ampliação da carga horária (Foto: Arquivo AN)

A prefeitura de Joinville anunciou nesta quinta-feira uma série de incentivos para servidores da educação. Um dos programas prevê pagamento de até R$ 8 mil por ano para professores, conforme desempenho da escola em avaliações e assiduidade (mais dias sem ausência). Haverá estímulo também à ampliação da carga horária. O valor máximo reservado para o pagamento é de R$ 64 milhões por ano. As propostas serão enviadas à Câmara de Vereadores nos próximos dias.

> Prefeitura de Joinville garante reposição da inflação em negociação com servidores

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A meritocracia terá o Programa de Valorização por Resultado na Aprendizagem, a ser aplicado em escolas e CEIs da rede municipal. Os indicadores serão formados pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Municipal (Idem), de avaliação do desempenho das escolas na aprendizagem dos alunos (os CEIs terão metodologia diferente). A remuneração extra dos servidores será calculada conforme o desempenho da escola em relação ao ano anterior e à média municipal. Quantos mais dias sem falta, o pagamento será maior.

Os professores poderão receber até R$ 8 mil por ano, conforme o Idem e assiduidade – os pesos dos indicadores serão definidos na regulamentação. Para os demais servidores, o bônus pode chegar a R$ 4 mil. Os primeiros pagamentos devem ocorrer no início de 2023. O teto é de R$ 36 milhões para esses pagamentos.

CARGA HORÁRIA

Outra gratificação será para os professores com carga de 40 horas, com pagamento mensal de R$ 400. Já em unidades escolares com percentuais mais elevados de alunos em situação de vulnerabilidade, o valor sobe para R$ 800. O bônus é uma forma de incentivar professores de 20 horas ampliarem a carga horária (que tem, evidentemente, elevação salarial) para 40 horas. A reserva prevista é de R$ 28 milhões.

> Prefeitura de Joinville lança edital de monitoramento, previsto no acordo da Vigorelli

> Por que cidade de SC quer proibir venda de bebidas alcoólicas para quem estiver embriagado

> Joinville tem lista de pedidos de identificação de nome de ruas

> Com sobrecarga, Hospital Infantil de Joinville faz “cobrança” às redes municipais

> Entidade de Joinville reage ao veto da prefeitura sobre regras para calçadas

> Projeto na Câmara de Joinville quer quadruplicar efetivo de guardas municipais

​> Câmara de Joinville defende estudo sobre adoção de OS em hospital

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Jefferson Saavedra

Colunista

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

siga Saavedra

Mais colunistas

    Mais colunistas