As etapas em duplicação da rua Ottokar Doerffel têm larguras diferentes das pistas, com diferença de meio metro. As ampliações das vias se complementam – a segunda fase começa onde termina a primeira. A alegação para a variação nas dimensões é de que cada etapa tem projeto próprio, com características específicas. Os projetos foram elaborados em períodos distintos, com autorias diferentes. Nos dois casos, os projetistas atenderam as diretrizes viárias da prefeitura.

Continua depois da publicidade

Clique para receber notícias de Joinville e região no WhatsApp

Os padrões estão dentro das normas, conforme avaliação da prefeitura de Joinville, com aprovação dos agentes financeiros das obras.  A primeira etapa da duplicação da Ottokar, entre as ruas Coronel Santiago e Porto União, terá a dimensão menor em relação à segunda etapa, entre as ruas Porto União e Marajó.

As duas fases estão em execução desde o final de agosto do ano passado. No mesmo período, foi iniciada a instalação da nova rede de iluminação pública, com cabeamento subterrâneo. O conjunto de obras deve ser concluído até setembro. O custo é de R$ 17,3 milhões. As demais etapas da duplicação da Ottokar Doerffel (rotatória com a continuação da Marquês de Olinda) e segmento até a BR-101 não têm estimativa de início das obras porque a prefeitura está na busca de recursos.

Continua depois da publicidade

Região de Joinville vai ganhar mais semáforos e trechos com mão única

FOTOS: Como ficou a nova escola de Joinville, em investimento de R$ 150 milhões

Quais os prazos para a duplicação em obras em Joinville

Rodovia em duplicação em SC terá nova ponte

MP abre inquérito civil em Joinville sobre decreto da vacina e faz recomendação ao prefeito

Antes de projeto, ponte da Vigorelli terá estudo para avaliar se é viável

Quais as chances de aprovação de projetos sobre proibição de cargas perigosas na SC-418

Destaques do NSC Total