A liberação dos primeiros trechos concluídos na duplicação parcial da rua Ottokar Doerffel, em Joinville, deve começar a partir de abril. Mas mesmo que as pistas sejam concluídas nesse prazo, há possibilidade de interdições futuras nos locais para obras complementares. O conjunto de obras, com duas fases de duplicação e instalação da nova iluminação, tem prazos diversos para a conclusão. Dois dos contratos são de 12 meses e um de seis meses, com contagem do prazo desde o final de agosto do ano passado.

Clique para receber notícias de Joinville e região no WhatsApp

A duplicação da Ottokar Doerffel ficou limitada ao segmento entre as ruas Coronel Santiago e Marajó por causa da falta de recursos para a via inteira, até a BR-101. O trecho a ser ampliado fica no entorno do Cemitério Público Municipal. Com a nova iluminação, por meio do cabeamento subterrâneo, o pacote soma R$ 17,3 milhões. As obras incluem novas calçadas. Parte das pistas em obras está em uso.

As demais etapas da duplicação não têm prazo estimado para início das obras. O próximo lote será a instalação da rotatória no cruzamento da rua Ottokar Doerffel com a Otto Parucker (continuação da Marquês de Olinda). As desapropriações estão em andamento. O lote final, do cruzamento até a BR, precisa de fonte de recursos – é o maior segmento a ser duplicado.

Continua depois da publicidade

Bilionário, mercado de apartamentos novos em Joinville tem “salto” em 2023

Rodovia em duplicação em SC terá nova ponte

MP abre inquérito civil em Joinville sobre decreto da vacina e faz recomendação ao prefeito

Antes de projeto, ponte da Vigorelli terá estudo para avaliar se é viável

Quais as chances de aprovação de projetos sobre proibição de cargas perigosas na SC-418

Prefeitura aponta nova ponte no Litoral de SC como “fundamental”

Após duas décadas, Arena Joinville tem passo para a concessão

Destaques do NSC Total