nsc
    nsc

    Transporte coletivo

    Justiça determina intimação imediata da prefeitura de Joinville sobre liminar do transporte coletivo

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    04/09/2020 - 17h49 - Atualizada em: 06/09/2020 - 08h38
    Transporte coletivo foi retomado nesta semana em Joinville
    Transporte coletivo foi retomado nesta semana em Joinville (Foto: Heverton Ferri, NSC TV)

    Em decisão na tarde desta sexta-feira, a Justiça determinou a intimação imediata da prefeitura de Joinville sobre a liminar referente à compensação das perdas das empresas de ônibus por causa da pandemia de coronavírus. A intimação pode ocorrer inclusive em regime de plantão. O montante a ser pago ainda precisa ser calculado.

    > Secretaria de Saúde de Joinville dá largada para aplicação dos testes rápidos em massa a partir do dia 14

    > Após decreto sobre idosos, novas flexibilizações em Joinville só saem se região deixar situação “gravíssima”

    A decisão judicial tomada na última segunda-feira, em ação apresentada pelas concessionárias do transporte coletivo, determinou o cálculo do déficit financeiro em até cinco dias e posterior compensação nos cinco dias seguintes. É uma forma de providenciar o reequilíbrio econômico do contrato do transporte, uma concessão da prefeitura. O município vai recorrer. As empresas têm outras duas ações com cobrança de ressarcimento, mas sem pedido de liminar.

    Os prazos para o cálculo e compensação passam a correr a partir da notificação, que ocorre por meio de sistema eletrônico assim que é feito o acesso (há prazo para isso). A decisão da 1ª Vara da Fazenda Pública de Joinville de determinar a intimação cita manifestações da prefeitura à imprensa sobre a intenção de recorrer, o que evidencia que ter conhecimento da liminar. Dessa forma, até como forma de garantir a efetividade do cumprimento da decisão e igualdade dos prazos entre as partes, foi determinada a intimação.

    > Centro de tratamento precoce em Joinville receita cloroquina para 121 pessoas; atendimento muda

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas