nsc
an

Restauração

Antiga prefeitura de Joinville deve ficar pronta até dezembro; veja como espaço será usado

Prazo para conclusão das obras era novembro de 2020, mas contrato foi prorrogado

03/09/2021 - 06h00

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Obras de restauração da antiga sede da prefeitura de Joinville
Obras de restauração da antiga sede da prefeitura de Joinville
(Foto: )

As obras de restauração da antiga prefeitura de Joinville devem terminar até 15 de dezembro, data prevista no contrato com a empresa que realiza os trabalhos. Se o prazo for cumprido, a reforma será concluída com pouco mais de um ano de atraso. 

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A restauração começou em janeiro do ano passado, com prazo para conclusão até novembro de 2020. Segundo a prefeitura, o atraso aconteceu porque alguns materiais tiveram que ser adicionados na execução, pelo estado que se encontrava, como telhado, alguns vidros e janelas.

O município também apontou outros dois fatores que contribuíram para o atraso nas obras na atinga prefeitura: a escassez de material, principalmente no início da pandemia, e o período em que o trabalho precisou ser interrompido devido a atividade ser suspensa pelo isolamento social.

> Conheça a história do prédio de uma das esquinas mais movimentadas de Joinville

Com isso, o contrato foi prorrogado até 15 de dezembro deste ano e sofreu alterações no valor. O investimento inicial era de R$ 2,2 milhões e, após sete aditivos, passou para R$ 3,2 milhões, representando um aumento de 47%.

De acordo com a prefeitura, para terminar as obras ainda será necessário concluir o trabalho nas calçadas, finalizar a troca de vidros, os acabamentos e a execução da parte elétrica, com a ligação da subestação.

Como o espaço será usado após a reforma

Antes do início da restauração no prédio, a antiga prefeitura abrigava a Secretaria de Planejamento Urbano e Desenvolvimento Sustentável de Joinville (Sepud). No entanto, o órgão público não deve voltar para o espaço, permanecendo no prédio da Sociedade Harmonia Lyra.

A partir da reabertura, a antiga prefeitura de Joinville deve abrigar o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), que hoje funciona na rua Abdon Batista, no Centro. E também será a sede do projeto Farol, um centro de fomento ao empreendedorismo social, econômico e esportivo.

> Joinville tem projeto para “parques flutuantes”, com seis locais mapeados

Além disso, a torre do prédio será aberta para visitação, com uma vista panorâmica da cidade. No entanto, de acordo com a prefeitura, ainda não há data para abertura do local ao público.

O prédio tem 3,4 mil m² e foi construído na década de 1950 para atuação como revendedora de veículos. Na sequência, no início dos anos 70, funcionou como terminal rodoviário. Entre 1974 e 1996, a edificação foi sede da prefeitura de Joinville, a última localização antes da atual. O imóvel foi comprado pelo município em 2003.

Como funcionará o projeto "O Farol"

Em live realizada nas redes sociais na última quinta-feira (2), o prefeito Adriano Silva deu detalhes de como funcionará o projeto "O Farol". Segundo ele, será uma espécie de grande coworking para agentes culturais, sociais e esportivos. O objetivo é gerar economia, empregos e negócios na cidade.

> Joinville tem plano de "nova praça" em volta da rodoviária

No local, os agentes receberão apoio da equipe da prefeitura para montar projetos e aprender como buscar recursos por meio de leis de incentivos ou fundos municipais, por exemplo. Além disso, também terão ajuda para fazer conexões com empresas que possam ajudar a apoiar os projetos.

- Só para vocês terem uma ideia, em Joinville temos investimentos, via Lei Rouanet, em torno de R$ 8 milhões por ano. Mas se tivermos mais gente escrevendo projetos e mais empresas acreditando nesses projetos, temos a capacidade de deixar em Joinville quase R$ 40 miilhões só em Lei Rouanet, em investimento na cultura - comentou o prefeito.

Leia também:

Mansão de Joinville reúne gamers com milhões de seguidores

Joinvilense Talisson Glock vence os 400m livre e conquista primeiro ouro em Tóquio

Joinville vai permitir pagamentos de impostos no crédito, débito e PIX

​​Contorno de Joinville, mais uma vez, não terá nenhum centavo no orçamento da União

Mortes por Covid-19 em Joinville voltam a crescer em agosto após quatro meses em queda

Dono de restaurante detalha incêndio em Pirabeiraba: “20 anos de história em cinzas”

Ladrões agridem mulher, roubam carro e atiram em supermercado de Joinville

Colunistas