nsc
dc

Acessibilidade

Aplicativo facilita acesso de pessoas com deficiência visual ao transporte público da Capital

Ferramenta de acessibilidade do Floripanoponto promove inclusão de usuários cegos ou com baixa visão do transporte público de Capital

31/08/2021 - 12h42

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Floripanoponto está disponível para download na App Store e Google Play
Floripanoponto está disponível para download na App Store e Google Play
(Foto: )

Há alguns meses, os usuários do transporte público de Florianópolis que possuem deficiência visual ganharam mais autonomia para realizar trajetos de rotina. O recurso de acessibilidade do aplicativo Floripanoponto auxilia pessoas cegas ou com baixa visão a planejarem com antecedência e mais assertividade as rotas de ônibus no sistema de transporte público da Capital.

> Mais crédito e menos burocracia: Abrir um negócio é mais fácil em Florianópolis

A tecnologia envolvida na programação do aplicativo ainda facilita o deslocamento, reduzindo o tempo de permanência em pontos de embarque ou terminais urbanos. A ferramenta, disponível a qualquer pessoa com deficiência visual que seguir os passos de cadastro, foi desenvolvida em uma parceria entre a Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Mobilidade e Planejamento Urbano, a Coordenadoria de Políticas Públicas para Pessoas com Deficiência e o Consórcio Fênix.

Para desenvolver o projeto, técnicos do Floripanoponto contaram com acompanhamento da Associação Catarinense para Integração do Cego (ACIC). Desse modo, foi possível adaptar o aplicativo para que todas as necessidades das pessoas cegas ou com baixa visão durante o uso do transporte coletivo sejam atendidas.

Em pouco tempo, o recurso já assumiu um papel relevante na vida de pessoas cegas ou com baixa visão, já que oferece mais autonomia e ainda reforça o direito de ir e vir garantido pela Constituição Federal.

De acordo com a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU), entre cegueira total e baixa visão, há cerca de 35 milhões de pessoas com deficiência visual no Brasil. Tornar o dia a dia dessas pessoas mais fácil e seguro significa desenvolver soluções que permitam que realizem atividades de forma autônoma.

> Serviço em Florianópolis recolhe entulho e eletros gratuitamente

Quando o assunto é transporte coletivo, podemos perceber que algumas dessas soluções, como sinalização tátil e placas em braile e assentos preferenciais, vêm sendo implantadas ao longo de mais de uma década, seguindo normas da pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Felizmente, as inovações não param de surgir, e a tecnologia é importante aliada na criação de ferramentas de acessibilidade que trazem mais independência e melhoram a qualidade de vida da pessoa com deficiência.

O APP

O aplicativo Floripanoponto está disponível gratuitamente para toda a população que utiliza o transporte público da Capital. Com ele, é possível obter informações sobre as linhas de ônibus de Florianópolis em tempo real, atualizadas automaticamente, assim, é possível planejar e gerir melhor o tempo.

Para utilizá-lo, basta instalar o app (disponível na loja de aplicativos do smartphone) e ter acesso à internet. O novo recurso de acessibilidade, no entanto, é de uso exclusivo de pessoas com deficiência visual e para ser usado, é necessário solicitar à Associação Catarinense de Integração do Cego (ACIC) uma chave de acesso. O pedido da chave de acesso deve ser feito por telefone (48) 3261-4500 ou por e-mail (acic@acic.org.br).

Em seguida, o usuário deve habilitar ou destravar a função “acessibilidade” do aparelho, baixar o aplicativo e realizar o login com a chave recebida da ACIC. O recurso de acessibilidade do aplicativo ficará disponível automaticamente durante todas as viagens de ônibus do Consórcio Fênix no município de Florianópolis, basta fornecer a localização (por GPS) e apontar a linha que será utilizada e o horário, de preferência com antecedência mínima de dez minutos.

> Empreendedorismo por necessidade desperta para novas oportunidades profissionais

O sistema envia a informação ao Centro de Controle de Operações, que repassa ao condutor do veículo, que saberá de antemão em qual ponto deverá atender ao usuário cego ou com baixa visão. Dessa forma, a pessoa com deficiência não precisa pedir informação a outros passageiros nem a motoristas de outras linhas.

A função de acessibilidade do Floripanoponto é uma das soluções que vêm sendo implantadas pela Prefeitura de Florianópolis e pela Secretaria de Mobilidade e Planejamento Urbano, como o projeto Calçada Certa, que trazem melhorias não somente ao cotidiano das pessoas com deficiência como torna a sociedade mais inclusiva e integrada.

Acesse o canal Gestão de Valor do NSC Total.

Leia também

Planejamento financeiro é chave para futuro mais seguro

Novo comportamento do consumidor desafia setor imobiliário

Afinal, qual é a importância das engenharias para a sociedade?

Colunistas