nsc
hora_de_sc

Tristeza

Assassinato de bombeiro em Florianópolis gera mobilização nas redes sociais: "Perdemos um herói"

2º sargento Smaylin Willian Schappo foi morto na quinta-feira (16) nos Ingleses; mulher suspeita de cometer o crime também morreu

17/09/2021 - 12h38

Compartilhe

Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Sargento dos Bombeiros foi assassinado por uma mulher
Sargento dos Bombeiros foi assassinado por uma mulher
(Foto: )

A morte do 2º sargento Smaylin Willian Schappo, nessa quinta-feira (16), nos Ingleses, gerou comoção nas redes sociais. Amigos, familiares e conhecidos deixaram mensagens incrédulos com a situação. O bombeiro foi morto por uma mulher com um tiro de pistola. As publicações de luto e homenagens feitas pelos familiares e pela corporação têm mais de 1 mil comentários.

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

Nas principais mensagens, as pessoas se dizem incrédulas com a situação. Os pais da vítima, Sandra Masiero Schappo e Mario Schappo, além dos irmãos Franklin Schappo e Karin Lilian Schappo, colocaram fotos nos perfis do Facebook com os dizeres "Luto. Até breve". As respostas desejam força para a família. Um amigo escreveu: "Tristeza imensurável".

> Autor de quatro homicídios, integrante de facção criminosa gaúcha é preso em Florianópolis

Mensagens elogiando a vida profissional e pessoal de Schapoo também tomaram conta das redes. "Perdemos um herói, um amigo, mas o céu ganhou um anjo. Boa partida meu irmão", escreveu outro amigo. O sargento foi muito chamado de "parceiro". As manifestações nas redes sociais continuaram aumentando durante toda a manhã. 

Mais detalhes sobre a morte

O crime ocorreu na Servidão Aníbal Pedro Oliveira, no bairro Ingleses, Norte da Ilha de SC. Uma mulher ligou para a Polícia Militar da região avisando que um homem tinha tirado a própria vida e uma mulher estava tentando fazer o mesmo. 

Duas guarnições da PM se deslocaram até o local e encontraram a mulher que havia feito a ligação. Ela informou que tinha um homem morto dentro da casa e que a amiga estava tentando se matar. 

Essa mesma mulher entrou na residência e voltou para o quintal com a amiga, que vestia um moletom grande. Os policiais, então, se dividiram. Enquanto dois entraram na casa para verificar se havia um homem morto, dois tentaram ajudar a mulher e acalmá-la.

Segundo o subcomandante do 21° BPM de Florianópolis, Major Tossulino, ela estava transtornada e não deixava a guarnição chegar perto. Durante a conversa, ela tirou uma pistola do moletom e deu um tiro na própria cabeça. Os policiais não conseguiram intervir no momento.

> Tubarão de dois metros aparece na praia em Balneário Camboriú; vídeo

O Samu foi acionado para o atendimento do homem e da mulher, mas os dois já estavam em óbito. 

A Polícia Civil suspeita que a mulher era namorada do sargento e atirou contra ele. A Delegacia de Homicídios da Capital esteve na cena do crime, recolheu celulares e ouviu a amiga que presenciou o caso. Agora a investigação segue até o fechamento do inquérito policial.

Leia também

Soldado do exército morre em treinamento com viatura em SC

Vídeo: coletor de recicláveis é atropelado em Joinville; veja

Volta do horário de verão em 2021: você é a favor ou contra?

Colunistas