nsc
    hora_de_sc

    Briga por lanche

    Bacon no cachorro-quente? Erro no pedido de app em Florianópolis gera protesto e confusão

    Pedido teria sido cancelado e o entregador banido do aplicativo. Polícia vai investigar o caso

    22/02/2021 - 11h44 - Atualizada em: 22/02/2021 - 18h10

    Compartilhe

    Fernanda
    Por Fernanda Mueller
    Catarina
    Por Catarina Duarte
    Motoboys realizaram protesto na frente da casa da cliente na tarde sábado (20)
    Motoboys realizaram protesto na frente da casa da cliente na tarde sábado (20)
    (Foto: )

    A entrega de um lanche errado na madrugada de sábado (20), em Florianópolis, resultou em agressão, ameaças e manifestações. Em um vídeo que circula nas redes sociais, um motoboy aparece com o olho inchado e sangue escorrendo do nariz. Segundo ele, os ferimentos foram causados pelo namorado de uma cliente que pediu comida, mas teria cancelado o pedido após a entrega. 

    > Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

    A confusão iniciou quando a cliente fez uma reclamação no aplicativo após receber um dos lanches errados. No vídeo, o motoboy relata que a mulher cancelou o pedido, mesmo depois de ter recebido a entrega, e por isso ele ficou sem a remuneração. O entregador então retornou ao local para resolver a situação e isso teria ocasionado seu bloqueio na plataforma, o que o impediria de trabalhar. 

    > Mulher de 41 anos morre por Covid em casa nos braços de marido e filhos em Florianópolis

    Com a repercussão do vídeo, em que o motoboy relata que foi agredido durante a discussão, um grupo de entregadores organizou um protesto na tarde de sábado (20), em frente a casa da mulher que fez o pedido, no bairro Trindade. 

    Veja imagens do protesto:

    Cliente diz que não cancelou o pedido 

    A cliente relatou que fez um pedido de um cachorro-quente com bacon e outro sem pelo iFood. Ao receber a encomenda, percebeu que os dois vieram com bacon, por isso fez uma reclamação no aplicativo, alegando que o restaurante não havia respeitado a observação do pedido. 

    — Eles, inclusive, me pediram foto do lanche, ou seja, em nenhum momento eu disse que o entregador não me entregou ou pedi cancelamento. Eu segui exatamente o protocolo do aplicativo para fazer uma reclamação do pedido, não da entrega — explicou.  

    Cliente relatou ao iFood que pedido veio errado
    Cliente relatou ao iFood que pedido veio errado
    (Foto: )
    Cliente relatou ao iFood que pedido veio errado
    Cliente relatou ao iFood que pedido veio errado
    (Foto: )
    Cliente relatou ao iFood que pedido veio errado
    Cliente relatou ao iFood que pedido veio errado
    (Foto: )

    A cliente relata que o motoboy retornou ao local e interfonou pedindo para que ela descesse e pagasse a comissão dele. Com medo da reação do entregador, a mulher pediu ao namorado para descer com ela. Foi então que a discussão começou, terminando em agressão. 

    — Ele estava insistindo para eu pagar e começou a tirar foto minha, pediu pra abrir o portão, gritando pra eu "mostrar a cara". Aí meu namorado falou "não abre o portão, deixa que eu vou aí fora". Foi aí que rolou a agressão — relatou. 

    > Centro e Ingleses são os bairros de Florianópolis com mais casos ativos de Covid-19

    Protestos e ameaças 

    Segundo a cliente, cerca de duas horas depois da discussão, um grupo de motoboys apareceu na entrada do prédio chamando pelo seu nome. Ela conta que o número do seu celular foi vazado e, desde então, tem recebido mensagens com ameaças.  

    Na tarde de sábado (20), os entregadores retornaram ao local para fazer uma manifestação. De acordo com Gabriel Fornari, motoboy que participou do protesto, o ato aconteceu de forma pacífica e a PM estava no local. Não houve, segundo Fornari, nenhum tipo de agressão ou depredação. Após a manifestação, o grupo seguiu pela Beira Mar Norte promovendo um buzinaço.

     Segundo o tenente-coronel da PM, Dhiogo Cidral, a polícia militar foi acionada por volta das 6h do sábado (20) para fazer o atendimento da ocorrência de agressão. No local, foram colhidas imagens e os depoimentos de todos os três envolvidos: a cliente que teria cancelado o pedido, o namorado da cliente e o motoboy.  

    Conforme Cidral, eles foram orientados para seguirem com procedimento policial na delegacia de polícia, onde o caso será investigado.  

    Procurada pela reportagem, a defesa do motoboy disse que não irá se manifestar neste momento. Até o fechamento deste texto, o iFood também não se manifestou sobre o caso.

    Leia também

    Paredão falso no BBB 21 é confirmado pelas redes sociais; saiba quando

    Vigilante que andava 7 km para chegar ao trabalho ganha bicicleta de policiais de SC; veja o vídeo

    CPF e dados vazados? Saiba o que fazer

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas