Cerca de 160 toneladas de solo contaminado foram removidos do local do acidente com caminhão que derramou produto químico na Serra Dona Francisca, em Joinville. O incidente aconteceu há dez dias e os trabalhos de retirada de terra foram finalizados na quarta-feira (7).

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Bolhas gigantes de espuma invadem rodovia de Joinville dois dias após contaminação; VÍDEO

De acordo com o Instituto do Meio Ambiente (IMA), a atividade de remoção foi feita pela Ambipar e fazia parte de uma fase emergencial, que durou uma semana. No trecho, cerca de 50 metros quadrados foram afetados com o produto químico derramado.

Agora, este material foi encaminhado para a empresa Piquiri Ambiental, de São José dos Pinhais (PR) e, de lá, será descartado em um ambiente correto. Os próximos passos dos trabalhos serão coordenados pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (SIE), que fará o taludamento, enrocamento e reformulação do morro atingido.

Continua depois da publicidade

Além da terra, os rios da região também foram contaminados com o vazamento do produto químico. O principal deles foi o rio Seco, que chegou a registrar, inclusive, morte de peixes e bastante espuma causada pelo ácido sulfônico — usado para a fabricação de detergentes líquidos, desengraxantes, multiuso, limpa alumínio e limpadores em geral.

O que é a substância e o que pode causar?

A substância que vazou é usada na fabricação de detergentes, xampus, limpadores, e até creme dental. No entanto, nestes produtos, o ácido é muito diluído. No caso do que vazou em Joinville, a concentração era muito maior, o que potencializa os efeitos.

Daniele Legat Albino, gerente do Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina (CIATox/SC), explica que, o contato com a pele, olhos ou a ingestão do produto tóxico pode causar danos graves.

Por este risco, portanto, a captação de água da Estação de Tratamento de Água (ETA) Cubatão chegou a ser interrompida ainda na manhã de segunda-feira (29), mas foi retomada na terça após testes com as amostras atestarem a qualidade e segurança da água. Os reservatórios de água também voltaram a ser abastecidos por volta das 10h. O sistema deve ser completamente normalizado até esta quarta-feira (31).

Continua depois da publicidade

Além da reativação da ETA, a Serra Dona Francisca também foi liberada para veículos. Na noite de segunda-feira, o governo federal reconheceu a situação de emergência de Joinville após o acidente.

Confira imagens do acidente

Leia também

Após interdição, Estado e empresa assinam acordo de melhorias na balsa da Vigorelli

Futuro de prédio centenário em Joinville está ligado a parque

Destaques do NSC Total