nsc
dc

HENRIQUE BILBAO

Cibersegurança: proteja seus ativos digitais

Entenda como a falta de segurança pode trazer sérios riscos para você ou para o seu negócio

12/03/2021 - 12h49

Compartilhe

Por Tech SC
Ataques cibernéticos e vazamento de dados por hackers têm se tornado frequentes
Ataques cibernéticos e vazamento de dados por hackers têm se tornado frequentes
(Foto: )

Henrique Bilbao
Henrique Bilbao
(Foto: )

Você é uma daquelas pessoas que usa a mesma senha para acessar várias contas e dispositivos? Se a sua resposta for sim, a gente precisa conversar. Hoje eu quero te contar um pouco mais sobre o que é cibersegurança e como a falta dela pode trazer sérios riscos para você ou para o seu negócio, caso você tenha essa prática também na sua empresa (o que é ainda pior).

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

Mesmo com tanta tecnologia ao nosso redor, ainda não existe (pelo menos não de forma acessível para todos), uma maneira de utilizarmos dispositivos ou serviços digitais sem o cadastramento de uma senha. Acredito também que poucas pessoas usam um gerenciador de senhas (que já pode ser uma boa atitude). Ao mesmo tempo, durante este período de pandemia, tomamos conhecimento de diversos ataques cibernéticos e vazamento de dados por hackers.

Casos de ataques recentes no Brasil

Até o Supremo Tribunal Federal foi afetado e, desde que levaram a público em novembro do ano passado que seus servidores estavam sendo atacados devido a uma instalação mal configurada, a conversa ficou séria.

Outro caso que teve uma grande repercussão foi em janeiro deste ano foi o vazamento de um banco de dados nacional, que expôs informações confidenciais de aproximadamente 223 milhões de brasileiros, conforme revelou a empresa de cibersegurança PSafe.

Não que isso nunca tivesse acontecido antes no Brasil, mas estes foram casos mais recentes que chamaram atenção com certeza.

> Golpe do WhatsApp: saiba o que fazer e entenda tudo sobre

O fato aqui é, engana-se (e muito) quem acha que hackers estão visando apenas “peixes grandes”. Um simples descuido no nosso dia a dia pode se tornar com certa facilidade uma situação estressante. Você ou alguém que você conheça com certeza já deve ter sofrido em 2020 com o hackeamento da conta do WhatsApp, por exemplo, e teve que passar pelo stress de trocar de número. Agora, imagine o quanto um ataque de segurança pode impactar uma operação comercial....

É por isso que é tão importante protegermos nossos ativos digitais.

> Entenda como o vazamento de dados acontece

O que são ativos digitais?

Ativos digitais são componentes “não-físicos” que uma pessoa física ou empresa utiliza para se comunicar, armazenar ou utilizar em diversas funções. São recursos como fotos, vídeos, textos, dados do celular, histórico de redes sociais, e-mail, contatos salvos no celular, conversas em aplicativo, acesso a jogos e sites… basicamente tudo que você faz na internet e que são consideradas informações pessoais.

> Vazamentos de dados: consulta mostra se CPF foi usado

Como proteger seus ativos digitais?

Uma conduta que busca garantir a segurança dos seus dados deve ser composta por uma série de atitudes. Em linhas gerais, destaco algumas delas abaixo:

- Utilize um gerenciador de senhas. Existem alguns inclusive gratuitos como, por exemplo, o Lastpass e Dashlane.

- Utilize senhas complexas e sem referências fáceis como “nome do filho(a)”, “data de aniversário”, “ano de nascimento” e muito menos as clássicas “1234” (quem nunca?). A ideia aqui não é você lembrar de todas as senhas, mas somente de uma senha master bem difícil, por isso falei dos “gerenciadores de senhas”. 

> CPF e dados vazados? Saiba o que fazer

- Cuidado na seleção de dispositivos de boa qualidade. Já houveram casos de ataque hacker por uma câmera de segurança, por exemplo.

- Atente-se aos cadastros que realiza em sites, principalmente, e-commerces. Garanta que eles tenham uma política de privacidade e segurança clara no site e que informe como seus dados são tratados na empresa, o que deve seguir a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados).

- Evite fazer cadastro usando a conta do Google ou Facebook, dando preferência para criar uma conta para cada lugar. Com senhas diferentes você tem menos problemas do que se seu Facebook for acessado e assim permitir login em vários locais.

- Faça senhas diferentes para cada login, no caso de vazamento de dados de alguma plataforma, somente aquele cadastro estará comprometido.

> Vazamentos de dados: saiba se o seu nome foi usado para abrir contas ou pedir empréstimos

-Verifique se existe a possibilidade de ativar a “autenticação de dois fatores”, é algo que as próprias plataformas aumentaram muito a solicitação após pandemia. Google, Instagram, Facebook e vários outros aplicativos já estão sugerindo esta opção no momento do login, algumas estão tornando esta questão obrigatória inclusive.

Bom, infelizmente essas recomendações não irão eliminar em 100% as chances de você sofrer um ataque hacker, mas uma pessoa precavida vale por duas e com certeza irá dificultar (e muito) o trabalho dos hackers que não terão êxito neste processo.

> Internet das coisas e as mudanças em nossas vidas

Ah, se você possui um negócio, independente de ser digital ou físico, vale muito seguir essas dicas e procurar algum especialista em LGPD. As demandas em termos de controle dos dados internos e de acessos são grandes, por isso é importante você estar preparado para não sofrer nenhuma punição no futuro.

Gostou desse conteúdo? Aproveite para conferir outros artigos sobre tecnologia clicando aqui.

Colunistas