nsc
dc

Imunização

Cinco dúvidas sobre a chegada da vacina da Janssen em SC

Imunizante de dose única deve chegar ao país na próxima semana; Estado espera receber 104,4 mil doses

11/06/2021 - 05h00

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Vacina da Janssen deve ser distribuída a SC e outros estados brasileiros
Vacina da Janssen deve ser distribuída a SC e outros estados brasileiros
(Foto: )

A vacina da Janssen contra Covid-19, que é aplicada em apenas uma dose, vai reforçar a campanha de imunização em Santa Catarina e no Brasil. O país espera receber nos próximos dias um lote de 3 milhões de doses, parte do total de 38 milhões contratado pelo governo federal e que inicialmente tinha entrega prevista apenas para outubro.

Quatro casos de reinfecção pela Covid-19 são confirmados em SC

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A data da chegada desse primeiro lote de vacinas da Janssen, no entanto, ainda é incerta. A vacina não tem parceiro para produção nacional e chega ao país apenas por importação. Para que as doses sejam enviadas ao Brasil, é necessária a aprovação da agência de regulação de medicamentos dos Estados Unidos, o FDA.

Um dos pontos que mais chama a atenção é o curto prazo de validade das doses que chegarão ao Brasil: elas têm validade até 27 de junho. Por conta disso, o Ministério da Saúde planejou um mutirão para conseguir distribuir e aplicar todas as doses em até cinco dias após a chegada ao país.

Nesta quinta-feira (10), a Janssen informou que o FDA autorizou uma ampliação no prazo de validade das vacinas, que passou de três para quatro meses e meio. Caso se confirme também em território nacional, a mudança pode ter impacto sobre o esquema de aplicação das doses que chegarão ao Brasil.

Nesse cenário, o lote a ser recebido poderia então ser aplicado até o início de agosto. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou que vai se reunir com representantes do laboratório nesta sexta-feira (11) para discutir a extensão da validade dos imunizantes.

Em Santa Catarina, a Diretoria de Vigilância Sanitária (Dive-SC) informa que ainda aguarda orientações do governo federal sobre o recebimento dessas doses. Nesta quarta-feira (9), o órgão distribuiu em um dia 230 mil vacinas de outros três fabricantes diferentes para os municípios catarinenses.

Empresários de Blumenau com viagem marcada conseguem escolher vacina contra Covid

O que já se sabe e as dúvidas sobre a vacina da Janssen

Quando as vacinas da Janssen chegarão a SC?

A data da chegada das doses ainda é incerta. O Ministério da Saúde informou que aguarda definições da empresa para saber quando receberá o lote. Um dos pontos necessários para a liberação das doses é a aprovação da exportação das doses pela agência de regulação de medicamentos dos Estados Unidos, o FDA.

Nesta semana, o governador Carlos Moisés afirmou que a expectativa é de que as doses cheguem na próxima semana.

Como será a operação para distribuir e aplicar?

Como as doses venceriam já no dia 27 deste mês, pelo menos até a ampliação do prazo de validade anunciada pela Janssen nesta quinta-feira, o Ministério da Saúde planejou um mutirão para aplicar as doses em um curto intervalo de tempo e evitar que os imunizantes percam a validade.

O governo chegou a cogitar utilizar o Exército para ajudar na distribuição pelo país e na aplicação de doses caso fosse necessário.

O Ministério da Saúde informou à reportagem que o país teria capacidade para aplicar até 2,4 milhões de doses por dia e que a previsão é que todas as vacinas deste lote da Janssen sejam aplicadas em até cinco dias.

Quantas serão enviadas para Santa Catarina?

A Diretoria de Vigilância Sanitária (Dive-SC) informou que espera receber 104,4 mil doses da vacina da Janssen neste primeiro lote, ainda em data indefinida.

Quantas cidades de SC vão receber?

Por conta da necessidade de aplicar as doses em um prazo curto para não perder a validade, o Ministério da Saúde recomendou que a vacinação com essas doses fossem concentradas apenas nas capitais. No entanto, é possível que em Santa Catarina o imunizante seja distribuído a outros municípios além de Florianópolis.

A decisão sobre isso, e também de quais cidades receberiam e quantas doses seriam enviadas para cada uma, ainda não foi divulgada. A definição deve ocorrer somente após orientações do Ministério da Saúde. O imunizante pode ser armazenado em temperaturas de 2° a 8°C, e portanto não tem os mesmos desafios de ultrarrefrigeração que as doses da Pfizer, por exemplo.

Em São Paulo e Minas Gerais, os governos estaduais já anunciaram que irão distribuir os imunizantes da Janssen para todos os municípios.

Qual é a eficácia da vacina da Janssen?

O imunizante da Janssen apresentou eficácia de 66% em casos moderados e graves e de 85% contra casos graves de Covid-19. A vacina passou por testes até mesmo em Santa Catarina, onde voluntários de um hospital de Criciúma receberam as doses durante a fase 3 dos estudos clínicos. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o uso emergencial da vacina no Brasil em 31 de março.

Leia também

Vacina para juízes e promotores que atuam em presídios gera polêmica em Joinville

'Mistério' de William Bonner no Jornal Nacional é revelado; conheça a novidade

Bolsonaro manda Queiroga desobrigar uso de máscaras por vacinados e curados

Colunistas