nsc
dc

Coronavírus

Com UTIs lotadas, Chapecó anuncia novas restrições para bares e eventos

Medidas como limitação de horário e proibição de apresentações artísticas valem a partir desta sexta (5). Região chegou a 100% de ocupação de UTIs para adultos

04/02/2021 - 18h44 - Atualizada em: 04/02/2021 - 19h30

Compartilhe

Por Guilherme Simon
João Rodrigues, prefeito de Chapecó
O prefeito de Chapecó, João Rodrigues, durante anúncio de novas restrições na cidade
(Foto: )

A prefeitura de Chapecó, no Oeste, anunciou nesta quinta-feira (4) novas restrições para bares e eventos na cidade por conta do aumento de casos de coronavírus e a consequente pressão sob o sistema de saúde. O prefeito João Rodrigues (PSD) comunicou a decisão em reunião com representantes dos setores. As medidas entram em vigor nesta sexta (5), quando o decreto com as regras será publicado. As novas restrições valem inicialmente até a próximo quinta (11).

> Hospital Regional do Oeste tem fila de espera para internação

Com a alta de casos de Covid-19, o Grande Oeste catarinense chegou a registrar 100% de ocupação nos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) pelo SUS (Sistema Único de Saúde) nesta quinta-feira, conforme o boletim do governo estadual. A região é uma das oito do Estado em nível considerado gravíssimo para a doença, segundo a última atualização do mapa de risco, feita na semana passada.

Segundo o novo decreto da prefeitura, bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos similares poderão receber clientes até as 23h em Chapecó. A partir desse horário, os locais ainda poderão funcionar com as pessoas que já tiverem entrado, mas apenas até a meia-noite. Depois, o funcionamento fica proibido. A regra não se aplica a serviços de tele-entrega ou para retirada de produtos nos estabelecimentos.

O decreto também suspende as apresentações artísticas de qualquer natureza, como música ao vivo e shows de humor, inclusive em eventos sociais.

Por outro lado, a prefeitura também anunciou que a volta às aulas na cidade está mantida.

Ainda conforme o decreto da prefeitura, os órgãos municipais de Vigilância Sanitária serão responsáveis pela fiscalização das normas.

> Começa pré-cadastro para vacinação de idosos contra o coronavírus em SC

— Não vamos fechar o comércio, mas vamos reduzir para diminuir a contaminação. Não estamos dizendo que a culpa é dos bares. Tinha a preocupação do pessoal que voltou de férias e já temíamos esse aumento. Não vamos permitir aglomeração em postos e nem em vias públicas — disse o prefeito João Rodrigues durante o encontro com os empresários.

Durante a posse, em janeiro, Rodrigues chegou a dizer que ampliaria o horário dos estabelecimentos como forma de diminuir a contaminação pela Covid. Segundo disse o prefeito na ocasião, a estratégia se baseava na premissa de que horários limitados gerariam mais aglomerações, e não o contrário.

Estado envia respiradores para abrir novos leitos

Também nesta quinta, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) anunciou o envio imediato de 10 respiradores pulmonares WEG para reforço ao atendimento aos pacientes do Hospital Regional do Oeste, em Chapecó e região.

Respiradores enviados ao Oeste de SC
Respiradores para abertura de novos leitos são enviados ao Oeste Catarinense
(Foto: )

Conforme a SES, os equipamentos serão enviados em operação especial que contará com o apoio do Batalhão de Operações Aérea do Corpo de Bombeiros Militar (CBMSC). O embarque estava previsto para o início da manhã desta sexta-feira (5), mas foi antecipado para noite desta quinta.

> Anvisa muda regras para aprovar vacinas contra Covid-19; novo critério beneficia Sputnik

Ainda segundo a SES, os novos equipamentos possibilitarão a abertura imediata de leitos de UTI Covid na região.

Colunistas