nsc
dc

Crise na saúde

Covid em Manaus: cilindros de oxigênio escondidos em caminhão são encontrados no Amazonas

Com colapso no sistema de saúde, homem ficou com medo que invadissem sua empresa em busca do material e escondeu os cilindros

15/01/2021 - 13h09

Compartilhe

Folhapress
Por Folhapress
Mais de 200 pacientes do Amazonas estão sendo transferidos para outros Estados
Mais de 200 pacientes do Amazonas estão sendo transferidos para outros Estados
(Foto: )

Em meio à crise no sistema de saúde do Amazonas, com a falta de leitos e de oxigênio para doentes com Covid-19, as polícias Civil e Militar apreenderam 33 cilindros de oxigênio que estavam escondidos em um caminhão, no bairro Alvorada, na zona centro-oeste de Manaus, na tarde desta quinta (14).

> Governo do Amazonas enviou pedido de oxigênio ao Rio para e-mail errado

> Pacientes do Amazonas são transferidos para outros estados em voos da FAB

Uma denúncia anônima informou sobre a movimentação estranha no caminhão, que estava parado no local, e cilindros estavam sendo retirados para veículos particulares. O condutor do veículo, de 38 anos, foi preso por reter produtos para o fim de especulação, segundo informou a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). O nome dele e o da transportadora não foram divulgados. O homem ficará preso à disposição da Justiça.

De acordo com dados do governo do Amazonas, o Estado enfrenta problemas com a falta de oxigênio devido a alta demanda de internações de doentes com Covid-19 que necessitam de auxílio para respirar. "Entre os meses de março e maio, houve um consumo máximo de 30 mil metros cúbicos/dia. Hoje, são mais de 76 mil, um acréscimo de 150%", informou.

A SSP-AM informou que dos 33 cilindros apreendidos, 26 estavam carregados com oxigênio. Durante interrogatório, o homem justificou que tem uma empresa de comercialização de cilindros de oxigênio, mas "ficou com medo que a população invadisse o estabelecimento em busca do material e decidiu tirá-lo do local." Ele informou também que os cilindros haviam sido envasados na quarta-feira (13).

> Venezuela diz que irá oferecer oxigênio ao Amazonas

Os materiais apreendidos foram encaminhados para unidades hospitalares de Manaus, segundo informações do delegado Bruno Fraga, diretor do Departamento de Polícia do Interior. Na noite de quinta, policiais civis transportaram os cilindros de oxigênio apreendidos para quatro unidades de saúde da rede estadual. Onze foram levados ao Hospital Beneficente Português. Seis foram para a Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas, seis para o SPA (Serviço de Pronto Atendimento) do São Raimundo e três para o SPA do Coroado.

Escolta de cilindros de oxigênio

Dois carros da Polícia Militar, com oito policiais militares das Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), fizeram a escolta de 150 cilindros de oxigênio que chegaram pelo Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus, para serem usados no tratamento de pacientes com Covid-19. 80 cilindros seguirão para unidades hospitalares localizadas no interior do estado.

> Sem oxigênio, médicos em Manaus dizem ter que escolher quem terá assistência

O material foi levado para a CEMA (Central de Medicamentos do Amazonas). Os 150 cilindros pertencem à empresa White Martins.

Leia também

Enfermeira de Blumenau tomou as duas doses da vacina nos EUA

Brasileira conta como Israel usa drones no combate à Covid-19

Homem usa uniforme da PM para se passar por policial em SC

Colunistas