nsc
dc

Pandemia

Covid hoje: mapas mostram dados de mortes e da vacina em SC

Acompanhe os números atualizados da vacinação em cada cidade e a situação dos casos de coronavírus em Santa Catarina e no Brasil

02/02/2021 - 15h43 - Atualizada em: 16/06/2021 - 19h50

Compartilhe

Cristian Edel
Por Cristian Edel Weiss
Acompanhe a evolução da pandemia e da vacinação no Painel do Coronavírus e no Monitor da Vacina
Acompanhe a evolução da pandemia e da vacinação no Painel do Coronavírus e no Monitor da Vacina
(Foto: )

Veja como estão hoje o mapa da covid-19 e os dados da vacina contra o coronavírus em Santa Catarina e no Brasil navegando pelos painéis do NSC Total. O Painel do Coronavírus apresenta desde março de 2020 a evolução da pandemia, com números de mortes, casos, casos ativos e curados em território catarinense e nacional. Desde janeiro deste ano, o Monitor da Vacina mostra a relação de quem vai receber a vacina, o calendário de vacinação, o envio de doses e o andamento da campanha em SC e no mundo.

Clique nos links abaixo e navegue pelos painéis interativos:

Monitor da Vacina

Veja dados da vacinação no Monitor da Vacina
Dados de doses aplicadas por cidade, doses enviadas,
calendário da vacinação e comparação com outros Estados.
Atualizado às segundas, às quartas e às sextas

Painel do Coronavírus

Veja o mapa da covid no Painel do Coronavírus
Mapa da covid em SC, dados de mortes e casos ativos de
coronavírus, curados e a situação por cidade e nos Estados.
Atualizado diariamente a partir das 16h

Painéis contribuem para a cobertura e fiscalização da pandemia em Santa Catarina

As páginas interativas Painel do Coronavírus e Monitor da Vacina fazem parte da cobertura dos jornais da NSC Comunicação e do NSC Total sobre a pandemia do coronavírus desde o início. Ambos tem sido fundamentais para garantir o monitoramento da doença, a fiscalização sobre a vacinação em Santa Catarina, para antever tendências e cobrar por transparência pública nas ações de combate à pandemia.

Lançado apenas 12 dias após confirmação do primeiro caso de coronavírus em SC, cerca de um mês antes de o governo estadual apresentar as primeiras ferramentas de transparência, o Painel do Coronavírus foi uma iniativa pioneira entre os jornais do país unindo tecnologia e jornalismo. Foi desenvolvido pelo NSC Total e pelo NSC Lab, laboratório de experimentação digital da NSC Comunicação.

Não foi simples no começo. Não havia a respeito dos novos casos confirmados de coronavírus informação estruturada e organizada sobre idade, gênero, cidade de residência, internação, viagem ao exterior, contato com outros pacientes. Com isso, a reportagem criou a própria base de dados estruturada, combinando informação de prefeituras, Estado e governo federal.

Foi esse controle diário dos dados que baseou uma reportagem do Diário Catarinense de abril, que mostrava o crescimento acelerado de casos na região de Concórdia, iniciado pela contaminação num frigorífico. Em maio, a reportagem mostrou que bastou a liberação de shoppings, centros comerciais e restaurantes um mês antes para haver uma explosão de novos infectados.

Primeiros dados de curados e denúncia sobre mortes duplicadas nos dados oficiais

Levantamos os primeiros dados de curados em Santa Catarina, ainda em abril, e expomos o tamanho da disparidade do total de casos identificados pelo Estado e pelas prefeituras, que naquela altura era 34% maior, segundo os municípios

Reportagem da NSC identificou que pelo menos 28 óbitos foram “contados duas vezes” no boletim divulgado pelo Estado em 10 de agosto, quando a Secretaria de Saúde decidiu automatizar integração das bases de covid-19. Casos duplicados ajudaram a elevar o total acumulado de óbitos para 1.541 naquele dia, quando eram 1.513 na verdade. Os mesmos dados foram enviados ao Ministério da Saúde. Nos dias seguintes, os casos duplicados foram removidos aos poucos
Reportagem da NSC identificou que pelo menos 28 óbitos foram “contados duas vezes” no boletim divulgado pelo Estado em 10 de agosto, quando a Secretaria de Saúde decidiu automatizar integração das bases de covid-19. Casos duplicados ajudaram a elevar o total acumulado de óbitos para 1.541 naquele dia, quando eram 1.513 na verdade. Os mesmos dados foram enviados ao Ministério da Saúde. Nos dias seguintes, os casos duplicados foram removidos aos poucos
(Foto: )

Em 10 agosto, o governo do Estado decidiu integrar bases de dados com laboratórios privados, prefeituras e SUS. No mesmo dia, divulgou 96 novas mortes, um recorde até então, e devido ao aumento de mortes diárias, afirmou que não mais divulgaria detalhes das novas vítimas do coronavírus. A reportagem se debruçou sobre os números e identificou que dentre essas 96 mortes, pelo menos 28 eram repetidas e tinham sido divulgadas em dias anteriores

Além disso, havia até o caso de uma mulher do Meio-Oeste que aparecia como morta, mas na realidade estava curada. Na semana seguinte, o Estado promoveu um mutirão para corrigir os dados, que inclusive tinham alimentado as estatísticas do Ministério da Saúde.

Os dados do painel continuaram a ajudar a antever tendências, como o início do agravamento da pandemia em novembro e em fevereiro, quando escalava para iniciar a fase mais crítica. Também permitiram enxergar os efeitos nas regiões mais afetadas e que tomaram iniciativas para conter o avanço dos casos.

Segunda fase do trabalho é monitorar a vacinação

No ar desde 20 de janeiro, o Monitor da Vacina, do NSC Total, reúne detalhes em mapas e gráficos sobre o avanço da imunização em Santa Catarina e o estágio da vacinação pelo mundo. É o segundo estágio na cobertura da pandemia do portal NSC Total.

A página reúne estimativas sobre o avanço da campanha em cada município, cruzamento de dados que mostram a taxa de aplicação das vacinas recebidas em cada região e detalhes sobre a população de cada grupo prioritário atendida pela campanha.

O Monitor da Vacina também tem contribuído para estimar quanto tempo SC levará para vacinar a população e os primeiros impactos do imunizante para reduzir casos e mortes por covid-19.

Equipe responsável pelo projeto:

Painel do Coronavírus

Cristian Edel Weiss (jornalismo de dados); Lucas Paraizo, Clarissa Battistella, Jean Laurindo, Lariane Cagnini e Guilherme Simon Fernandes (reportagem); Maiara Santos (design); Thiago Lúcio Bittencourt Thomaz Silva (design/ UX/ UI / desenvolvimento); Bruno Scheibler (desenvolvimento)

Monitor da Vacina

Cristian Edel Weiss (jornalismo de dados); Lucas Paraizo e Maria Eduarda Dalponte (reportagem); Maiara Santos e Ângela Prestes (design e desenvolvimento)

Colunistas