nsc
    dc

    Ensino superior

    “Não vou cometer a insanidade de retornar para a sala de aula com a pandemia na rua”, diz reitor da UFSC

    Universidade vai retomar as aulas em formato à distância no dia 31 de agosto

    22/07/2020 - 10h51

    Compartilhe

    Lucas
    Por Lucas Paraizo
    UFSC
    Aulas estavam suspensas desde meados de março
    (Foto: )

    Com a definição de que as aulas de graduação na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) vão voltar no dia 31 de agosto, em formato à distância, a universidade tem cinco semanas para terminar a preparação do novo modelo e conseguir atender a todos os estudantes. 

    > Entenda o plano de retomada das aulas na UFSC

    Segundo o reitor da UFSC, Ubaldo César Balthazar, quase 2 mil professores estão passando por cursos de capacitação para uso das ferramentas online e adaptação do plano de ensino. Além disso, a universidade já mapeou aproximadamente 1,6 mil alunos que não têm computador ou internet em casa, e entraram em um plano de inclusão digital. A UFSC vai emprestar computadores ou tablets para quem precisar, e também fornecer planos de internet.

    - Nós já estamos nos preparando para isso, eu acredito que dê tempo. As cinco semanas são um tempo razoável para deixar a máquina engrenada lá para o final de agosto. Nós não vamos deixar de atender os alunos - afirmou o reitor em entrevista coletiva pela internet nesta quarta-feira (22) de manhã.

    Balthazar explicou que o plano de inclusão não deve afetar o orçamento da universidade, pois houve economia de recursos durante o tempo de paralisação das aulas (que estão suspensas desde a metade de março) e verbas de outros setores foram canalizadas para a retomada dos cursos.

    O reitor esclareceu também que a universidade não ficou parada desde o início da pandemia, e manteve uma série de atividades de pesquisa e extensão:

    - A universidade não ficou parada, ela não vai ficar parada cinco meses. As pesquisas continuaram, a UFSC está colaborando com o Estado, desenvolveu respiradores, concluiu pesquisas. A universidade não é um colégio de segundo grau. Várias instituições que passaram a dar aulas remotas logo no início da pandemia tiveram que parar em algum momento, porque deu algum problema. Nós não vamos fazer isso.

    Alguns detalhes sobre o funcionamento do semestre ainda estão sendo debatidos pela universidade. Sobre o vestibular no final do ano, para ingresso em 2021, o reitor disse que ainda não há uma decisão.

    Balthazar também voltou a afirmar que as aulas presenciais na UFSC não serão retomadas enquanto não houver uma vacina ou medicamento confiável que acabe ou controle a pandemia do coronavírus:

    - Eu não vou cometer a insanidade de chamar o retorno para a sala de aula com a pandemia na rua, com o vírus circulando. Ia ser uma hecatombe. Eu não quero ser responsabilizado por uma situação dessa. Não só eu, qualquer cidadão em sã consciência. A previsão de uma volta às aulas de forma presencial depende da ciência e da pesquisa. Quando chegar a conclusão de que essa vacina é segura, e o Brasil tendo condições de vacinar em massa a população.

    Leia também

    Pesquisa que encontrou coronavírus no esgoto de Florianópolis pode ajudar a traçar histórico do vírus

    UFSC inicia desenvolvimento de vacina contra o novo coronavírus

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Educação

    Colunistas