nsc
dc

NÃO PROCEDE

Fake news: aviso da Unimed sobre 'pico do vírus nos próximos dias' é falso

Publicação foi feita em 2020, no início da pandemia do coronavírus, mas voltou a circular nas redes sociais

05/03/2021 - 14h48 - Atualizada em: 22/03/2021 - 14h46

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Publicação antiga voltou a circular nas redes sociais em momento que SC vive crise na rede de saúde
Publicação antiga voltou a circular nas redes sociais em momento que SC vive crise na rede de saúde
(Foto: )

É falso um aviso da Unimed que fala sobre a data prevista para um novo pico do coronavírus, supostamente previsto para os próximos dias. A imagem, segundo comunicados do hospital, inclusive o de Chapecó, foi criada há um ano pela unidade de Cataguases (MG), quando a pandemia do coronavírus ainda estava em fase inicial, mas voltou a circular nas redes sociais e em grupos de WhatsApp nesta sexta-feira (5).

Saiba como receber as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

O texto da imagem que foi desmentida, publicado originalmente em 2020, alertava sobre a expectativa de viver o pior momento da doença "entre os dias 6 e 20 de abril" e pedia para que a população reforçasse os cuidados em algumas datas específicas, para que não fizessem parte do grupo contaminado durante o suposto pico, quando os hospitais poderiam lotar.

> Ministro da Saúde visita Chapecó em meio a colapso causado pela Covid-19

> Veja o que está proibido no 2º fim de semana de restrições em SC

Após cicrulação na internet, a Unimed Cataguases desmentiu a informação no site oficial. A Unimed Chapecó também manifestou-se, em nota, sobre o antigo alerta: "A publicação refere-se à fase inicial da pandemia e foi veiculada em 2020 nos canais digitais da Unimed Cataguases com objetivo de reforçar à população as medidas sanitárias de contenção ao novo coronavirus. É importante considerar que o contexto da época dessa divulgação era outro e que o comunicado da cooperativa apoiava as recomendações das autoridades públicas locais, não se aplicando ao momento atual".

> "Só se colocarmos o Exército na rua", diz secretário de Saúde de SC sobre dificuldade de cumprir restrições

Passado um ano da divulgação, Santa Catarina enfrenta o pior momento da pandemia, com o colapso na rede de saúde, filas com mais de 200 pessoas à espera de leitos de terapia intensiva (UTI) e transferência de pacientes para o Espírito Santo

Xanxerê registra oitava morte de paciente com Covid-19 à espera de leitos de UTI

> Loetz: Lockdown é necessário e urgente

Além disso, um ano depois de enfrentar a, até então, doença desconhecida, o Estado agora tem uma nova variante da Covid-19, potencialmente mais contagiosa e ainda uma incógnita para as autoridades de saúde.

Leia também

Em Chapecó, menino de 10 anos e quase 200 Kg faz apelo por cirurgia

Internado com Covid-19, candidato a prefeito de Blumenau nas Eleições 2020 desabafa: "Fui um idiota"

"Tenho certeza que se tivesse leito ele teria se salvado", diz filha de paciente que morreu na fila por UTI em Xanxerê

'Sirenaço' de ambulâncias homenageia profissional do Samu vítima da Covid-19 em Chapecó

Colunistas