nsc
dc

Coronavírus

Falta de doses derruba ritmo da vacinação contra a Covid-19 em SC

Estimativa era de que até agosto todo o grupo prioritário fosse vacinado, mas previsão foi estendida para outubro; levantamento é do Monitor da Vacina da NSC

04/05/2021 - 08h35

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Cristian Edel
Por Cristian Edel Weiss
Ministério da Saúde mudou pelo menos quatro vezes orientação sobre o armazenamento de vacinas
Ministério da Saúde mudou pelo menos quatro vezes orientação sobre o armazenamento de vacinas
(Foto: )

O ritmo da vacinação contra o coronavírus em Santa Catarina perdeu força. No fim de abril, quando a campanha de imunização completou 100 dias, o Estado aplicava uma média diária de 38,4 mil doses. Na última semana, o número despencou para 25,2 mil. Os dados são do Monitor da Vacina, do NSC Total.

> Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Com média 38,4 mil doses diárias aplicadas, todo o grupo prioritário seria vacinado até agosto desde ano. Com a nova projeção, baseada na queda na vacinação, a tendência é de que o fim dessa fase da campanha ocorra apenas em outubro.

A aplicação média na casa dos 38 mil coincidiu com a liberação do Ministério da Saúde para a aplicação de todos os imunizantes que estavam reservados para a segunda dose. Em março, o então ministro Eduardo Pazuello orientou estados e municípios quanto à ação, que tinha como finalidade acelerar a vacinação.

O Ministério da Saúde mudou a orientação para a reserva ou aplicação da CoronaVac pelo menos quatro vezes durante os meses de fevereiro, março e abril. No país, oito capitais estão com a vacinação suspensa por falta do imunizante, segundo dados do G1.

Durante evento no Senado no dia 26 de abril, o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga disse que os estados deveriam armazenar metade do estoque para garantir que o esquema vacinal seja cumprido.

O período entre a aplicação das duas doses é de 28 dias para a CoronaVac e de 12 semanas para a Astrazeneca/Oxford, segundo orientação do Ministério da Saúde.

Municípios de SC relataram falta de doses

Pelo menos 10 municípios de Santa Catarina emitiram notas relatando terem zerado o estoque da CoronaVac durante o mês de abril. O levantamento feito pela NSC TV, questionou o estoque das 20 maiores cidades do Estado, mas não obteve retorno de todas as prefeituras. Florianópolis e São José estavam entre as cidades sem doses.

Seguindo orientações do Ministério da Saúde, a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive/SC) emitiu no dia 19 de março uma nota técnica orientando sobre uma “grande ação de vacinação” que aconteceu nos dias 20 e 21 daquele mês.

Foram encaminhadas aos municípios 73,7 mil mil doses da vacina CoronaVac que estavam armazenadas e seriam usadas na aplicação da segunda dose.

> Penha e Balneário Piçarras confirmam falta de doses de Coronavac

> SC recebe novas doses da vacina Coronavac para seguir a imunização de idosos

O mesmo aconteceu com a remessa de vacinas que chegou no dia 26 de março. Todas as 116,2 mil doses da CoronaVac foram distribuídas aos municípios. Apenas o lote que chegou no dia 1º de abril foi distribuído com um quantitativo diferente para a primeira e segunda aplicação. 

O mesmo aconteceu com as demais remessas recebidas desde então.

O lote mais recente com doses da CoronaVac chegou no sábado (1º). Foram enviadas 29,6 mil vacinas pelo Ministério da Saúde. A distribuição aos municípios aconteceu ao longo do fim de semana.

20,7% do grupo prioritário já está vacinado em SC

Vacinando desde janeiro, Santa Catarina conseguiu imunizar 1 em cada 5 pessoas da população prioritária com duas doses. Isso corresponde a 20,7% do grupo estimado em mais de 2 milhões de pessoas. Os dados são do Monitor da Vacina

Estão no grupo prioritário idosos, profissionais da saúde, pessoas com mais de 60 anos institucionalizadas, agentes das forças de segurança, indígenas e quilombolas. Grávidas e pessoas com comorbidades foram incluídas na nova etapa de imunização e os municípios devem começar a aplicação das vacinas ainda nesta semana.

> Como será a ordem de vacinação para gestantes e pessoas com comorbidades em SC

> Secretaria da Saúde de SC faz apelo e sugere pacto três dias depois do novo decreto

Em relação a toda a população do estado, que é de 7 milhões de pessoas segundo o IBGE, 15,27% recebeu pelo menos uma dose da vacina.

Santa Catarina tem o menor índice de imunizados por mil habitantes na região Sul. Mesmo assim, está em quinto lugar no país, ficando atrás de São Paulo, Paraná, Distrito Federal e do Rio Grande do Sul.

Acompanhe o avanço da vacinação no Monitor da Vacina

No ar desde 20 de janeiro, o Monitor da Vacina, do NSC Total, reúne detalhes em mapas e gráficos sobre o avanço da imunização em Santa Catarina e o estágio da vacinação pelo mundo.

> Primeiro lote de vacinas da Pfizer chega a SC com 17 mil doses para Florianópolis e São José

A página reúne estimativas sobre o avanço da campanha em cada município, cruzamento de dados que mostram a taxa de aplicação das vacinas recebidas em cada região e detalhes sobre a população de cada grupo prioritário atendida pela campanha.

O Monitor da Vacina é atualizado três vezes por semana ou conforme novos dados são divulgados pelo Ministério da Saúde e Diretoria de Vigilância Epidemiológica de SC. A página pode ser acessada neste link.

Leia mais:

Vacinação da Covid em SC: locais, fases de aplicação, idades e tudo sobre

Novo decreto em SC: entenda o que está proibido e liberado até 17 de maio

Hospital de Joinville terá de explicar por que indicou ivermectina para preso

Colunistas