nsc
hora_de_sc

Para conter a Covid-19

Florianópolis fiscaliza praias, restaurantes e bares no feriadão de Finados

Quem for flagrado descumprindo as medidas poderá ser multado em até R$ 1.250

29/10/2020 - 04h48

Compartilhe

Clarissa
Por Clarissa Battistella
Florianópolis fiscaliza praias, restaurantes e bares no feriadão de Finados
Florianópolis fiscaliza praias, restaurantes e bares no feriadão de Finados
(Foto: )

Florianópolis vai fiscalizar praias, bares e restaurantes com mais rigor no feriadão de Finados, para impedir que banhistas permaneçam na areia, conforme proíbem os decretos municipal e estadual, e impossibilitar as aglomerações em estabelecimentos de lazer, como já ocorreu em feriados anteriores. Quem for flagrado descumprindo as medidas poderá ser multado em até R$ 1.250, em caso de resistência. 

> Feriadão de finados pode ter praias lotadas em Florianópolis; veja quais são as regras

As ações foram definidas pela prefeitura da Capital nesta quarta-feira (28), um dia após reunião com o secretário de Estado de Saúde de SC, André Motta Ribeiro, e com os representantes das cidades de São José, Palhoça e Biguaçu. 

A postura mais enérgica adotada pelo município está relacionada ao crescimento exponencial de casos ativos de coronavírus na região – aqueles contaminados e que ainda transmitem o vírus – e, consequentemente, ao aumento de internados em leitos de UTI e de enfermaria nos hospitais da Grande Florianópolis. 

Para garantir o cumprimento das normas municipais, serão empregados 80 agentes da Guarda Municipal (GMF), segundo informou o subcomandante do órgão, Ricardo Pastrana:

— Para conter as infrações sanitárias também vai atuar Vigilância Sanitária da Capital e vamos contar com apoio da Polícia Militar e da Polícia Civil nas rondas e prevenção das medidas, além das guardas municipais de São José e Palhoça, que vão participar de forma integrada dessa fiscalização da Grande Florianópolis.

> Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

MP cobra ações de Florianópolis

O comportamento mais combativo da prefeitura também foi cobrado pelo Ministério Público de SC, nesta quarta-feira, que deu prazo de 48h para a prefeitura se manifestar sobre as próximas ações de enfrentamento ao vírus, ao considerar os índices de contaminação e internação dos últimos dias. 

Em relação à recomendação do MPSC, a prefeitura informou que “todas as ações da administração municipal estão alinhadas com a recomendação do Ministério Público”. A prefeitura disse, também, que “vai responder aos questionamentos dentro do prazo e auxiliar no que for preciso, como sempre, o órgão”.

Em entrevista ao Estúdio CBN Diário desta quarta-feira (28), o comandante da Guarda Municipal de Florianópolis garantiu que a fiscalização será reforçada no feriadão, em uma ação integrada com Polícias Militar e Civil e Vigilância Sanitária:

Leia também:

Grande Florianópolis reforça fiscalização para impedir aglomerações no feriado de Finados

​Uma em cada cinco pessoas hospitalizadas com coronavírus está na Grande Florianópolis​

“Sempre que você achar que o vírus desapareceu, ele volta”, diz secretário de Saúde de Florianópolis

​Em 10 dias, número de pacientes em tratamento de coronavírus cresce 36% em SC

Colunistas