nsc

    Trânsito

    Gasolina passa de R$ 5 e motoristas pegam fila por preço menor em Florianópolis

    Este é o quarto aumento consecutivo desde o início do ano, que, no acumulado nas refinarias, chega a 34,8%

    23/02/2021 - 11h27 - Atualizada em: 23/02/2021 - 16h44

    Compartilhe

    Juliana
    Por Juliana Gomes
    Motoristas pegaram fila para pagar menos pela gasolina
    Motoristas pegaram fila para pagar menos pela gasolina
    (Foto: )

    O preço da gasolina no Centro de Florianópolis estava superior a R$ 5 em alguns postos na manhã desta terça-feira (23). Desde sexta (19), a população ainda tenta se acostumar aos valores praticados após o quarto aumento de preços do combustível desde o início do ano. Os motoristas que buscaram os menores preços enfrentaram longas filas nesta manhã.

    > Receba notícias de Florianópolis e região no seu WhatsApp

    Em seis postos visitados pela CBN Diário, os preços variaram de R$ 5,19 a R$ 4,43.Na manhã desta terça, o Procon de Santa Catarina informou que estava com técnicos em campo coletando valores de combustíveis e notas fiscais. Ainda não havia um balanço das vistorias até a publicação desta notícia.

    Ao todo, desde 1º de janeiro, o valor da gasolina nas refinarias acumula alta de 34,8%, enquanto o diesel chega a 27,7%. Para o consumidor, esse impacto é ainda maior.

    No anúncio feito na última quinta, a Petrobrás informou um reajuste de 10% na gasolina e de 15% no diesel, que elevou o preço nas refinarias em R$ 0,23 e R$ 0,34, respectivamente.

    Motoristas pegaram fila na Avenida Mauro Ramos para pagar menos pela gasolina
    Motoristas pegaram fila na Avenida Mauro Ramos para pagar menos pela gasolina
    (Foto: )

    No giro da reportagem pela região Central, o preço da gasolina podia ser encontrado, em diferentes postos de combustível, a R$ 5,19, R$ 5,04, R$ 4,89, R$ 4,71, R$ 4,79 e R$ 4,43.

    > Aumento do preço da gasolina pela quarta vez em 2021 preocupa joinvilenses

    No posto com menor valor, a fila de veículos que esparavam para abastecer dobrava o quarteirão e causava retenção no trânsito. Quem não teve paciência para esperar, pagou R$ 0,28 mais caro, alguns metros à frente, depois de entrar numa fila um pouco menor.

    - O complicado é que esse aumento impacta em todos os setores da economia e reduz o nosso poder de compra - lamentou Sandro, que trabalha como motorista de aplicativo.

    > Entenda a crise na Petrobras após intervenção de Bolsonaro e reação do mercado

    Esses aumentos tornaram a Petrobras alvo de mais uma crise no governo federal. Descontente com a elevação preços, o presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido) anunciou mudanças na estatal. 

    As medidas, despertam críticas de economistas, afetaram o valor de mercado da companhia e são consideradas possíveis intervenções na gestão e um risco à política de preços atual, o que iria contra os preceitos liberais defendidos pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

    Leia mais:

    > O que fazer com as ações da Petrobras? Veja o que recomendam os especialistas do mercado financeiro

    > Reajuste em imposto força o terceiro aumento na gasolina em SC em 2021

    > Caminhoneiros bloqueiam parte de rodovia em São Paulo

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas