nsc
    dc

    Emoção

    Mãe de trigêmeos reencontra família após passar 18 dias intubada com Covid em SC

    Caroline Gotardo foi levada para a UTI de um hospital em Chapecó após o nascimento dos filhos

    07/04/2021 - 07h00 - Atualizada em: 07/04/2021 - 08h14

    Compartilhe

    Catarina
    Por Catarina Duarte
    Grávida de trigêmeos sorrindo pra foto
    Caroline Gotardo teve que ser intubada após parto de trigêmeos em Chapecó
    (Foto: )

    Foram 18 dias intubada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) até que Caroline Gotardo, 39 anos, deixasse a ala dedicada aos pacientes graves no Hospital Regional do Oeste, em Chapecó. Durante a internação, a dona de casa deu à luz trigêmeos — Manoela, Alice e Théo — que seguem hospitalizados. Caroline teve alta em 23 de março e foi recebida com festa pelos familiares.

    > Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

    A volta para casa foi celebrada com gritos de alegria enquanto o carro em que estavam ela e o marido se aproximava da residência. Além dos trigêmeos, o casal tem outros três filhos que aguardavam ansiosos o retorno da mãe (veja o vídeo abaixo).

    — Eu tenho uma filha de 10 meses e quando ela me viu foi só ‘mamãe, mamãe’. Foi uma das emoções mais fortes que eu já vivi, a do reencontro mesmo — conta.

    Outro encontro emocionado vivenciado por Caroline aconteceu no dia 19 de março, quando ela finalmente conheceu os filhos mais novos, 23 dias depois do nascimento deles.

    Um dia após o parto, ela foi intubada e não lembra do momento da cesárea.

    Os bebês seguem internados no hospital. Manoela e Alice estão no berçário, enquanto Théo segue na UTI. Ainda não há precisão de alta para os trigêmeos.

    Internação

    Caroline deu entrada no hospital no dia 8 de fevereiro para tratar de uma alteração no seu quadro de diabetes. Ela estava na 27ª semana de gestação e, após sete dias, teve alta hospitalar.

    > Mulher que pulou de carro para fugir de assédio em SC sofreu sequestro, aponta denúncia

    Os sintomas se intensificaram durante o período em que a gestante estava em casa e, em 22 de fevereiro, Caroline teve que retornar ao hospital. Com intensa falta de ar, ela precisou usar máscara de oxigênio durante o parto que aconteceu em 24 de fevereiro. No dia 25, ela foi intubada.

    No dia 18 de março, Caroline reencontrou o marido Irno Gotardo, 43 anos. Ainda debilitada, Caroline ainda estava deitada numa cama, mas já sem a intubação.

    Leia mais:

    Quem eram as duas professoras que morreram no mesmo dia por Covid-19 em Blumenau

    Discussão entre donos de bares flutuantes no Caixa d'Aço termina com um esfaqueado em Porto Belo

    Restrições, horários e multas: entenda o que está proibido ou liberado em SC até 12 de abril

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas