nsc
    dc

    Pandemia

    Oeste de SC tem 100% das UTIs ocupadas e pede ajuda ao governo para frear pandemia

    Prefeitura admitiu colapso e recebe contatos de governo do Estado e presidente Bolsonaro após região não ter mais vagas adultas; veja situação por regiões

    15/02/2021 - 05h00

    Compartilhe

    Jean
    Por Jean Laurindo
    Ocupação de leitos adultos de UTI em Chapecó atingiu 100% no balanço deste domingo
    Ocupação de leitos adultos de UTI em Chapecó atingiu 100% no balanço deste domingo
    (Foto: )

    A ocupação de leitos adultos alcançou 100% no Oeste de SC, segundo os dados do balanço divulgado neste domingo (14) pelo governo do Estado. O índice mostra um agravamento do problema de aumento de casos e superlotação de UTIs na região.

    > "Estamos em estágio de colapso", afirma prefeito de Chapecó sobre situação local

    Na prática, o percentual mostra que não há leitos adultos disponíveis na terapia intensiva em toda a região chamada pelo Estado de Grande Oeste. Portanto, pacientes que precisarem deste tipo de atendimento continuarão sendo transferidos, como já vem ocorrendo nos últimos dias, inclusive com apoio de voos dos bombeiros.

    O Oeste de SC convive há duas semanas com aumento de casos e um colapso no sistema de saúde. A situação motivou a transferência de pacientes a outras regiões e novas medidas restritivas anunciadas pela prefeitura de Chapecó neste domingo, como fechamento de bares, choperias, cinemas, teatros e museus. Durante a semana, o município já havia adiado o reinício das aulas presenciais, inicialmente previstas para 18 de fevereiro.

    O prefeito João Rodrigues confirmou o estágio de colapso e chegou a afirmar que “se você tiver um milhão de reais no bolso agora e precisar internar a sua esposa numa UTI em Chapecó, não vai ter lugar”.

    O presidente Jair Bolsonaro, que está de folga em Santa Catarina, fez um pedido de atenção especial à região para o ministro da Saúde, o general Eduardo Pazuello. Bolsonaro também telefonou ao prefeito de Chapecó, João Rodrigues, e ofereceu ajuda ao município, que é o principal da região.

    Segundo Rodrigues, o principal apelo feito ao presidente foi por abertura de mais leitos de UTI e de enfermaria em hospitais da região. Em transmissão nas redes sociais neste domingo, o prefeito e o diretor do Hospital Regional do Oeste, Osmar de Oliveira, anunciaram a intenção de abrir mais 28 leitos de UTI na instituição hospitalar.

    Clique aqui e receba as principais notícias de SC no WhatsApp

    Chapecó já precisou transferir 121 pessoas para leitos de UTI em outros hospitais. A estratégia de criar mais vagas de terapia intensiva busca evitar essas remoções de pacientes. Neste domingo, o município informou que 73% dos testes feitos na manhã deste domingo deram positivo para o novo coronavírus.

    O governo do Estado também anunciou a criação de um gabinete de crise para enfrentar o colapso no Oeste. Os secretários de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, e da Casa Civil, Eron Giordani, vão a Chapecó nesta segunda-feira para iniciar ações de auxílio à região. O governador Carlos Moisés também deve ir ao Oeste na terça-feira.

    Com a ocupação específica de leitos adultos chegando a 100%, não há leitos adultos disponíveis na terapia intensiva. A ocupação geral de leitos de UTI, que considera também vagas pediátricas e neonatais, era de 96,5% até este domingo no Oeste. Na prática, isso significava que em toda a região haviam apenas cinco leitos de terapia intensiva disponíveis – dois pediátricos e três para recém-nascidos.

    > Com piora no quadro, prefeitura de Chapecó pede ajuda a médicos de Manaus

    Outras regiões têm ocupação atual entre 70% e 80%

    Nas outras seis regiões, a ocupação de UTIs ainda está longe da situação de colapso vivida no Oeste, que é a única a ultrapassar a marca de 90% de utilização das vagas de terapia intensiva. O Estado tem três áreas com ocupação na casa dos 80% - Planalto Norte e Nordeste, Grande Florianópolis e Meio Oeste e Serra Catarinense. Outras três estão no patamar de 70% a 72% - Foz do Rio Itajaí, Sul e Vale do Itajaí.

    Mesmo assim, isso não significa que outras regiões possam relaxar nos cuidados contra o vírus. Isso porque o número de casos ativos em todo o Estado também tem aumentando – houve aumento nos últimos seis dias, com um total de 198 mil pacientes no período de tratamento ou recuperação da doença até este domingo.

    > Laboratório de Blumenau tira do ar anúncio de reserva de vacinas contra Covid-19

    Sul passou de 50% a 70% de ocupação em duas semanas

    Além disso, não é apenas no Oeste que há aumento na ocupação de UTIs. O balanço deste domingo mostrava um índice geral de 81% nas vagas de UTI em SC. Duas semanas atrás, quando os hospitais de Chapecó e região começavam a entrar em colapso, o Estado tinha queda nos índices de Covid-19 e a ocupação geral de UTIs era de 72,5% em SC.

    Em algumas regiões específicas o aumento nesse período foi ainda mais perceptível. O Sul do Estado, na ocasião, era a região com menor ocupação hospitalar em leitos de UTI, com 50,5%. No boletim deste domingo, a mesma região já apresentava 71,8% de ocupação – uma alta de mais de 20 pontos percentuais. Também não era mais o Sul a regional com mais leitos livres proporcionalmente em SC. Esse lugar passou ao Vale do Itajaí, que nas últimas duas semanas teve oscilação menor na ocupação de leitos de UTI, passando de 64,5% para 70,4%.

    Há duas semanas, a médica infectologista Carolina Ponzi, que atua na região do Oeste, já alertava em reportagem do NSC Total que as outras regiões do Estado deveriam ficar atentas à situação do Oeste e a um possível aumento de casos e internações também nas suas áreas de atendimento.

    > Festas clandestinas e aglomerações marcam o fim de semana de Carnaval em SC

    Confira abaixo os percentuais de ocupação geral por região:

    Santa Catarina: 81%

    Grande Oeste: 96,5%

    Planalto Norte e Nordeste: 87,1%

    Grande Florianópolis: 85,1%

    Meio Oeste e Serra Catarinense: 84,1%

    Foz do Rio Itajaí: 72%

    Sul: 71,8%

    Vale do Itajaí: 70,4%

    > Covid-19 em SC: mapas e gráficos mostram a evolução da pandemia

    > SC tem 11,1 mil pessoas que já receberam segunda dose da vacina contra a Covid-19

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Saúde

    Colunistas