nsc
dc

Crime

PM de SC que admitiu ser racista em vídeo é denunciado pelo MP por cinco crimes

As imagens que ganharam repercussão nacional registram o homem dizendo que não suportava negros e chamando mulher de "macaca"

07/10/2021 - 05h00

Compartilhe

Gabriela
Por Gabriela Figueiredo
Policial da reserva prestou depoimento para Polícia Civil no dia 20
Policial da reserva prestou depoimento para Polícia Civil no dia 20
(Foto: )

O policial militar da reserva Helio Martins, 57 anos, foi denunciado pela 2ª Promotoria de Justiça de Braço do Norte por racismo, injúria racial, ameaças, agressões e violência doméstica. Segundo o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), os cinco supostos crimes foram cometidos em São Ludgero, Sul do Estado, contra a namorada do PM e o filho dela, de quatro anos de idade.

As agressões e ofensas foram registrados em vídeos que são usados como provas para a ação penal.

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

De acordo com o MPSC, os registros mostram cenas de violência física e verbal e ameaças contra a mulher, além de ofensas à criança. A motivação, em todas as ocasiões, sempre esteve relacionada à questão de gênero, no contexto de violência doméstica, ou de raça, segundo a denúncia. O PM também foi indiciado pela Polícia Civil, em um inquérito que foi aberto no dia em o vídeo viralizou, em 17 de setembro.

— Porque eu tenho ódio, porque eu sou racista, porque eu não suporto negro. Eu tenho amigo negro, mas amigo decente, não essa negrada do c..., que é marrento que nem tu — disse Helio Martins nas imagens.

O crime de racismo é previsto pela Lei nº 7.716 /1989. A pena máxima é de três anos e também há previsão de pagamento de multa.

A Polícia Militar de Santa Catarina emitiu nota sobre o caso quando o vídeo ganhou repercussão nacional, em que afirma que o sargento Helio Martins está na reserva desde 2016. No texto, a polícia afirma repudiar qualquer violência contra mulher e o crime de racismo. O caso será encaminhado para Corregedora para uma possível investigação.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa de Helio Martins.

Veja o vídeo

Leia também

Deputado de SC faz post com teor racista para defender punição a menor infrator

Ataques racistas a influenciadores de Balneário Camboriú acabam em denúncia na Justiça

Racismo: a força negra em Santa Catarina no combate às desigualdades raciais

Colunistas