nsc
dc

colapso na saúde

Policiais e bombeiros fazem oração em frente a hospital e posto de saúde em Xanxerê

Forças de segurança homenagearam profissionais da saúde que estão na linha de frente contra o coronavírus

25/02/2021 - 14h28 - Atualizada em: 25/02/2021 - 21h38

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Policiais civis, militares e bombeiros fizeram oração
Policiais civis, militares e bombeiros fizeram oração por profissionais de saúde em Xanxerê
(Foto: )

As forças de segurança de Xanxerê, no Oeste de SC, se uniram na manhã desta quinta-feira (25) para uma homenagem aos profissionais de saúde. O grupo formado por policiais civis, militares e bombeiros se deslocou até o Hospital Regional São Paulo (HRSP) e a Unidade Básica de Saúde Hélio dos Anjos Ortiz, onde foram feitas orações. Xanxerê enfrenta o momento mais crítico da pandemia.

> Moisés discute lockdown nos finais de semana em Santa Catarina

> Receba as notícias do NSC Total pelo WhatsApp; clique e saiba como

Segundo o Comandante da Polícia Militar (PM), Neivo Risson, a atitude foi uma forma de agradecer o esforço dos profissionais.

— Somos testemunhas do esforço deles durante toda a pandemia. Essa manifestação é uma forma de homenagear esses profissionais — disse.

A PM de Xanxerê recebeu um reforço de oito policiais de Florianópolis para ajudar na fiscalização dos estabelecimentos da região. Até o momento, segundo Risson, a polícia já realizou 200 fiscalizações em comércios, bares e restaurantes da cidade.

Segundo a Policia Civil, além do reconhecimento, o ato serviu para pedir rápida recuperação às pessoas internadas com Covid-19 e mais saúde para os profissionais que estão na linha de frente.

> Prefeito de Xanxerê chora e apela por ajuda: "estamos dando um grito de socorro"

> O que está proibido ou com restrições parciais nos próximos 15 dias em SC; entenda o decreto

Forças de segurança homenagearam profissionais da saúde em Xanxerê
Forças de segurança homenagearam profissionais da saúde em Xanxerê
(Foto: )

Colapso no Oeste

Em função do colapso no sistema de saúde, a prefeitura de Xanxerê anunciou lei seca durante os próximos dias e o fechamento de serviços não essenciais a partir desta quinta-feira (25). As medidas fazem parte de um decreto que prorrogou algumas ações já adotadas e estabeleceu novas regras.

A lei seca passa a valer às 21h desta quinta. Fica proibida a venda de bebidas alcoólicas em toda a cidade e também a reunião de pessoas para o consumo em espaços públicos, particulares e áreas comuns de condomínios.

O prefeito Oscar Martarello chorou e pediu ajuda aos governos do Estado e federal na quarta (24) para alertar sobre a gravidade da situação. Xanxerê atingiu lotação máxima em leitos para Covid-19 nesta semana.

> SC anuncia restrições por 15 dias em praias, ônibus, casas noturnas e outras atividades

> Opinião: “Colapso” é pouco para descrever o perigo que SC aceitou encarar na pandemia de Covid-19

- Xanxerê está dando um grito de socorro para o Brasil. Hoje não se pede mais respirador. Precisamos do governo federal, do governo estadual. Das Forças Armadas. Precisamos remover esses pacientes para outros lugares. Não dá mais para falar em montar leitos de UTI aqui. Não temos tempo. Estamos desesperados, unidos, trabalhando virando a noite - desabafou o prefeito.

Segundo o último boletim da Secretaria de Estado da Saúde, Xanxerê já confirmou 5.622 casos e 53 óbitos pela Covid-19. São 542 casos ativos na cidade.

Leia também:

> "Estamos entrando em colapso", diz secretário de Saúde de SC

> "A emergência virou UTI improvisada": o relato do colapso em hospital do Oeste de SC

> Colapso no Oeste: Chapecó recebe médicos enviados pelo Ministério da Saúde

> Por falta de leito, vereador de Xanxerê com Covid-19 é transferido para Florianópolis

> O que é lockdown? Entenda a medida e para que ela serve

Colunistas