nsc
dc

Influenza

Vacinação contra gripe começa em 12 de abril; veja grupos prioritários

Meta do Ministério da Saúde é vacinar 79,7 milhões de brasileiros em mais de 50 mil postinhos espalhados pelo Brasil

17/03/2021 - 10h23

Compartilhe

Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Vacinação contra Influenza será entre 12 de abril e 9 de julho
Vacinação contra Influenza será entre 12 de abril e 9 de julho
(Foto: )

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, o vírus da gripe, acontece entre 12 de abril e 9 de julho. O Ministério da Saúde distribuirá 80 milhões de doses da vacina influenza trivalente, produzida pelo Instituto Butantan, e pretende imunizar com essas doses 90% daquelas pessoas que estão nos grupos prioritários.

> Florianópolis volta atrás e permite permanência em praias até as 18h

> Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

A vacinação, segundo o MS, vai prevenir o surgimento de complicações decorrentes da gripe, óbitos, internações e a sobrecarga nos serviços de saúde. Além disso, o imunizante reduz os sintomas que podem ser confundidos com os da Covid-19. 

A imunização será dividida em três etapas:

• 1ª etapa | 12/04 a 10/05 (25,2 milhões de pessoas) Crianças entre 6 meses e 6 anos de idade Gestantes Puérperas Povos indígenas Trabalhadores da saúde

• 2ª etapa | 11/05 a 08/06 (32,8 milhões de pessoas) Idosos com 60 anos ou mais Professores

• 3ª etapa | 09/06 a 09/07 (21,7 milhões de pessoas) Comorbidades Pessoas com deficiência permanente Caminhoneiros Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário Trabalhadores Portuários Forças de Segurança e Salvamento Forças Armadas Funcionários do Sistema de Privação de Liberdade População privada de liberdade Adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos em medidas socioeducativas

> Técnicos da saúde definem hoje possível lockdown no Estado

Doses

Para que ocorra a imunização contra o vírus da gripe, o indivíduo deve tomar apenas uma dose do imunizante. A exceção é para os bebês e crianças: aqueles que serão vacinadas pela primeira vez, devem tomar duas doses da vacina. O agendamento da segunda dose deve ser feito para 30 dias após a 1ª dose.

Comorbidades

As pessoas que têm comorbidades serão vacinadas na terceira etapa de imunização contra a gripe. Entre os que fazem parte desse grupo prioritário estão:

Doença respiratória crônica Doença cardíaca crônica Doença renal crônica Doença hepática crônica Doença neurológica crônica Diabetes Imunossupressão Obesos Transplantados Portadores de trissomias

> SC recebe mais 147 mil doses da CoronaVac nesta quarta-feira

O número de vacinados

Em 2020, cerca de 73,6 milhões de brasileiros foram vacinados contra a gripe. Em 2019, foram 62 milhões de pessoas e, em 2018, 54 milhões.

Em 2021, pretende-se vacinar 79,7 milhões de brasileiros, sendo 2,7 milhões de catarinenses, que devem receber a vacina contra a influenza entre todos os grupos prioritários.

A vacinação contra a gripe e a Covid-19

Mesmo com o início da campanha de imunização contra a gripe, a vacinação contra o coronavírus está mantida. São mais de 50 mil postos espalhados pelo Brasil que farão a aplicação da vacina contra a gripe. É necessário seguir todos os procedimentos e normas sanitárias contra a Covid-19 para realizar a vacinação contra a influenza.

Com as duas campanhas de vacinação em andamento no país, o Ministério da Saúde faz algumas recomendações:

• Quem estiver com sintomas da Covid-19 deve adiar a vacinação contra a influenza. A imunização deve ser marcada após a recuperação clínica total e pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas ou quatro semanas a partir do teste positivo.

• As duas vacinas não devem ser administradas no mesmo momento. A orientação é priorizar a imunização contra o Covid-19. Se está na etapa de vacinação daquela pessoa, recomenda-se que ele tome a vacina contra a Covid e agende a vacina da influenza para no mínimo 14 dias depois.

> Paulo Eli: "SC não precisa criar auxílio pois não há desemprego"

O Ministério da Saúde lembra que em um cenário de saturação dos serviços de saúde, em razão do aumento no número de casos da Covid-19, a vacinação contra a influenza é de grande importância para proteger a população e impedir que os dois vírus circulem ao mesmo tempo e sobrecarreguem ainda mais o sistema de saúde.

Valor da vacina contra a gripe

O valor unitário por dose foi de R$ 15, totalizando, um investimento de aproximadamente R$ 2,2 bilhões para a aquisição da vacina contra a gripe, que visa garantir o abastecimento de mais de 50 mil postos de vacinação.

*Com supervisão de Hassan Farias

Leia também

Conselho de medicina é contra a suspensão das aulas; entenda

Governadores do Sul discutem vacinas e ações contra Covid

Avanço de frente fria provoca chuva nesta quarta em SC

Colunistas