nsc
    dc

    Pandemia

    Vigilância vai apurar possível desrespeito às normas em evento com Bolsonaro em Florianópolis

    Formatura de agentes da PRF reuniu milhares de pessoas na Capital e gerou aglomerações na sexta-feira (6)

    07/11/2020 - 10h51 - Atualizada em: 07/11/2020 - 10h52

    Compartilhe

    Augusto
    Por Augusto Ittner
    Evento com o presidente reuniu milhares de pessoas e não teve respeito às medidas de distanciamento social.
    Evento com o presidente reuniu milhares de pessoas e não teve respeito às medidas de distanciamento social.
    (Foto: )

    O evento de formatura de agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Florianópolis, na sexta-feira (6), será alvo de um processo administrativo da Vigilância Sanitária da Capital. O objetivo do procedimento é apurar um possível desrespeito às regras sanitárias que evitam a propagação do novo coronavírus. Durante a cerimônia, que contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), aglomerações foram registradas.

    > Receba notícias de Santa Catarina por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

    A Grande Florianópolis é a única região de Santa Catarina que está em risco “gravíssimo” para a Covid-19, de acordo com a matriz do governo do Estado. Tanto a ocupação de leitos de UTIs quanto o potencial de transmissão do vírus são os pontos que, segundo o relatório, publicado na última quarta-feira (4), levaram o entorno da Capital à condição vermelha no mapa. É esse cenário que motiva o procedimento que será aberto “no início da próxima semana”, conforme informou a prefeitura à reportagem.

    Imagens feitas pelo repórter fotográfico Diorgenes Pandini mostram arquibancadas lotadas — cada um dos 600 formandos podia levar até dois convidados — e nenhuma medida aplicada para garantir o distanciamento social, apesar da aceleração da pandemia em Santa Catarina. O público até usava máscaras, porém nenhuma autoridade estava com o equipamento — a governadora Daniel Reinehr tirou a proteção durante a cerimônia.

    A reportagem do Diário Catarinense procurou o Núcleo de Comunicação da PRF em Santa Catarina, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

    Leia também

    Entenda o que está liberado e proibido em cada região de SC conforme o mapa de risco de coronavírus

    Em Florianópolis, Bolsonaro diz que 'Trump não é a pessoa mais importante do mundo'

    Colunistas